Como a escolha de equipamentos influencia na segurança de TI?
Tecnologia da Informação

Como a escolha de equipamentos influencia na segurança de TI?

Escrito por Leucotron

Para garantir maior segurança em tudo que está relacionado à Tecnologia da Informação, é necessário investir em equipamentos e ferramentas de boa qualidade.

Se o gestor de TI descuidar-se dessa segurança, a empresa poderá sofrer graves consequências, como o acesso de dados sigilosos a pessoas (até mesmo colaboradores) mal intencionados.

Veja como escolher os equipamentos mais eficientes para garantir a segurança de TI!

Entenda o que é segurança das informações

A segurança das informações refere-se ao desenvolvimento de estratégias cujo objetivo é proteger um conjunto de dados, preservando o valor que eles possuem para uma organização ou um indivíduo.

Os atributos fundamentais de um sistema de segurança da informação são, conforme os padrões internacionais:

  • confidencialidade (propriedade que restringe o acesso da informação apenas às pessoas legitimamente autorizadas);

  • integridade (atributo que garante que a informação, mesmo após ser manipulada, manterá suas características originais);

  • disponibilidade (atributo que assegura o acesso da informação às pessoas legitimamente autorizadas).

De posse de informações confidenciais sobre uma pessoa (física ou jurídica), um criminoso virtual ou outro tipo de pessoa mal intencionada pode efetuar diversas operações que venham a comprometer o dono das informações.

O conceito de segurança de TI está muito ligado ao de segurança da informação.

Não use equipamentos novos e velhos ao mesmo tempo

Recomenda-se que, ao adotar novas tecnologias, mais modernas, para melhorar a segurança das informações dentro da empresa, que o gestor evite usá-las junto com tecnologias mais velhas.

Essa reunião de soluções novas e antigas só serve para criar um cenário mais complexo, difícil de gerir e limitante para o verdadeiro potencial da tecnologia mais sofisticada. O gestor terá muito mais dificuldade em visualizar pontos fortes e fracos na segurança de TI, o que vai resultar em um sistema pouco confiável — exatamente o que um sistema de segurança da informação não pode ser.

Descubra os mecanismos de segurança em TI

A segurança de TI pode ser garantida com auxílio da própria tecnologia, que deve apresentar determinadas características que a tornem realmente recomendada para essa função.

Os equipamentos visando a maior segurança da informação devem garantir, entre outras coisas, integração e mobilidade. A integração possibilita que diferentes setores se relacionem de forma mais íntima, acessando as informações que precisam sem grandes dificuldades. A mobilidade, por sua vez, permite acessar os dados de qualquer local e não somente de um computador específico.

Atualmente, a tecnologia Cloud Computing contribui para a segurança de TI de forma original, permitindo o armazenamento e o acesso de dados online.

Os mecanismos de segurança proporcionados pelos equipamentos podem ser de natureza física ou lógica. Os controles físicos são barreiras que impedem o contato/acesso direto às informações ou à infraestrutura que as comportam. É o caso dos sistemas de segurança de portas USB, como cadeados que impedem a instalação de dispositivos móveis externos no computador (pen drives e outros).

Os controles lógicos limitam o acesso à informação por meio de recursos do próprio sistema operacional ou de softwares específicos. Também é possível bloquear portas USB por meio de controle lógico. E existem analisadores de códigos e testes de softwares (os quais viabilizam a segurança de TI, analisando a qualidade do software por meio da identificação de suas falhas).

A criptografia, por sua vez, é o processo de codificar os dados, usando algoritmos e uma chave secreta. Dessa forma, apenas os usuários que apresentam aquela chave poderão decifrar esses dados.

Isso significa que, ainda que pessoas não autorizadas tenham acesso ao computador, e até às informações criptografadas, não serão capazes de fazer uso delas, já que não as entenderão.

Veja a restrição de acesso aos computadores e às informações

Quanto mais sofisticada a tecnologia, mais recursos ela oferece. Um dos principais problemas em segurança de TI é o acesso indiscriminado de pessoas a pastas e arquivos que deveriam ser mantidos em sigilo.

Muitos são os recursos usados nesse sentido, como senhas fortes que misturam letras, símbolos e números, têm uma quantidade maior de dígitos e diferenciam maiúsculas de minúsculas.

Outra solução são os sistemas biométricos, que só permitem acesso aos usuários devidamente cadastrados. A identificação do usuário se dá, geralmente, por meio do exame da digital ou da retina.

Também é possível usar cartões inteligentes, soluções com chip que permitem a identificação dos colaboradores.

Os firewalls também podem criar uma rede de segurança, controlando o fluxo de entrada e o de saída das informações e oferecendo níveis elevados de segurança que impedem o acesso de usuários não autorizados. Eles estão associados a protocolos como IP/TCP e foram desenvolvidos justamente para inibir fraudes e invasões de hackers.

Conquiste menor necessidade de manutenção

Os equipamentos mais sofisticados não necessitam de tanta manutenção. Como se preservam sem defeitos por um tempo muito mais longo, não oferecem riscos de perdas de documentos importantes, nem de expor o conteúdo do sistema operacional aos profissionais encarregados pela manutenção.

Quanto mais tempo o equipamento mantiver sua integridade, mais poderá garantir a integridade das informações armazenadas em seu interior.

É possível locar equipamentos modernos, que conferem maior segurança e com custos de manutenção embutidos na taxa de locação.

Exponha-se a menos chances de perder informações importantes

Os equipamentos adequados vão contribuir para a maior segurança de TI na medida em que oferecem menos riscos de perda de dados confidenciais, seja resultante de alguma falha do usuário ou de problemas com a máquina.

Cada vez mais, os desenvolvedores de equipamentos e de softwares investem no recurso de salvamento automático (backup). Esse procedimento permite que as principais informações sejam salvas em outro diretório (ou em outros diretórios) no sistema operacional.

Os antivírus, firewalls, filtros anti-spam também evitam que agentes externos comprometam os dados armazenados no computador, otimizando a segurança de TI. É possível, inclusive, salvar dados de um computador em outro com auxílio da rede, evitando-se que a perda de uma máquina envolva também prejuízos com os principais arquivos.

Tenha a garantia de integridade e autenticidade das informações

Algumas ferramentas digitais asseguram que a informação transmitida é autêntica, como a assinatura digital. A assinatura digital garante que um determinado documento recebido pelo gestor foi realmente enviado pela pessoa que afirma tê-lo enviado. Assim, fica mais seguro fazer negócios e trocar informações online, o que otimiza o tempo dos gestores.

Por meio da função “hashing”, é possível garantir a integridade dos documentos. Trata-se de uma função baseada em criptografia — que garante ao receptor a integridade da mensagem recebida, ou seja, ela não foi manipulada, não houve adulterações em seu conteúdo.

Também é possível atestar a validade de qualquer documento com a certificação digital (cujo aproveitamento já se tornou mais comum em diversas corporações, sendo mesmo obrigatório em algumas operações, inclusive de natureza fiscal).

Você já usa equipamentos e dispositivos adequados com o propósito de aumentar a segurança de TI em seu negócio? Se quiser ler mais conteúdos sobre esse assunto, aproveite para nos seguir no Facebook e no Twitter!

E-BOOK GRÁTIS - Economia em Tempos de Crise - Leucotron Telecom

Sobre o autor

Leucotron

Deixar comentário.

Share This