7 desafios que impedem o crescimento das micro e pequenas empresas
Gestão de Empresas

7 desafios que impedem o crescimento das micro e pequenas empresas

Escrito por Leucotron

Para se manter sempre atualizadas e competitivas no mercado, as micro e pequenas empresas precisam inovar a cada dia, suprir as necessidades de seu público-alvo, implementar processos para melhorar a sua competitividade, além de captar e reter talentos capazes de trazer resultados positivos para o negócio e trazer destaque para a sua marca.

Porém, existem alguns desafios que essas organizações precisam superar para ganhar destaque e se expandir. Vamos conhecer 7 deles:

1. Gestão de pessoas

O modelo de gestão de pessoas é a diferença entre as companhias que vão se manter e crescer dentro do seu nicho de mercado e as que vão sair dele. Por isso, é importante investir em uma gestão moderna e organizada, de modo que gestores e colaboradores trabalhem de forma alinhada com os objetivos da empresa.

Para não deixar que esse processo seja realizado manualmente e possa sofrer com o erro humano, o mais recomendado é que o responsável invista em sistemas de gestão eficientes, que integrem processos e tornem o dia a dia organizacional mais ágil e eficiente.

2. Captação dos primeiros investidores

Esse é um grande desafio para as micro e pequenas empresas, que vai determinar se o negócio terá patrocínio para crescer e se desenvolver ou não. Para captar os seus primeiros investidores, deve-se fazer um planejamento, estudando bem o seu segmento de mercado, as suas peculiaridades e elaborar uma proposta de negócio bem fundamentada.

Posteriormente, converse com clientes em potencial e analise qual a melhor opção para a captação de seus recursos de acordo com a modalidade e as necessidades do empreendimento.

Muitos empresários preferem buscar empréstimos nos bancos, o que nem sempre é uma boa ideia, já que o valor dos juros é bem alto. Com a onda das startups, já existem pessoas dispostas a investir em boas ideias. Se informe sobre eles no seu segmento de mercado e mostre o estágio no qual você está. Caso eles percebam o potencial do negócio, o investimento é garantido.

Se você enfrentar dificuldades nessa etapa do processo, buscar uma consultoria especializada no assunto pode ser de grande ajuda.

3. Criação de um valor agregado

O valor agregado é um elemento ligado à sua marca, que gera maior valor para os seus produtos e serviços, o que, na prática, representa a chance de cobrar a mais por um determinado produto ou serviço.

Para quem está começando, é necessário mostrar um diferencial para criar um valor agregado. Muitas micro e pequenas empresas lançam o seu nome no mercado, sem mostrar o que tem de melhor, que poderia torná-la mais atrativa para o consumidor.

Por isso, independentemente do estágio de desenvolvimento do negócio, o gestor deve ter em mente que precisa constantemente criar maior valor agregado, ou seja, fazer o que os outros não fazem, surpreender o seu público-alvo.

Dessa forma, o empreendimento consegue chamar a atenção de mais clientes, se solidificar, expandir a sua marca e crescer no mercado.

4. Dificuldade de comunicação com o público interno e externo

Nas micro e pequenas empresas, é comum que as ferramentas de comunicação internas e externas não sejam tão efetivas como em organizações maiores.

Guia completo para otimizar a comunicação em escritório de advocaciaPowered by Rock Convert

Para reverter esse quadro, é importante investir, primeiramente, na interação dentro da própria companhia, de modo que os colaboradores tenham flexibilidade e trabalhem de maneira sincronizada, o que traz melhores resultados em termos de produtividade.

Nesse caso, o ideal é que o gestor invista em ramais telefônicos e em soluções de tecnologia complementares para facilitar esse processo, o que é essencial para que os funcionários possam conversar entre si com facilidade sobre assuntos organizacionais e também com fornecedores, parceiros comerciais e clientes.

Com o público externo, a comunicação deve ser ampla e aberta. Para isso, é interessante investir nas campanhas de marketing via redes sociais e falar a mesma língua do seu público-alvo, para divulgar e solidificar a sua marca.

5. Burocracia demais

Apesar dos incentivos crescentes às micro e pequenas empresas, muitas delas ainda enfrentam o excesso de burocracia da legislação brasileira. A cada dia são alteradas ou criadas novas leis, obrigações tributárias e fiscais, deixando muitos empreendedores confusos.

Para que isso não aconteça, a melhor alternativa é contar com um sistema de gestão integrada que tenha uma solução tributária, de modo que as obrigações fiscais sejam automaticamente realizadas, com alertas para o gestor, evitando multas e dores de cabeça desnecessárias.

6. Gestão do tempo nas micro e pequenas empresas

Tempo é dinheiro. Por isso, gerencie o seu de forma inteligente. Faça um planejamento de suas atividades e se certifique de que todos os seus compromissos sejam cumpridos com o máximo de pontualidade.

Ao otimizar a gestão de tempo de maneira eficiente, a administração torna-se mais eficaz, especialmente se utilizar da tecnologia para não perder prazos, eventos e reuniões importantes.

Ter esse cuidado é fundamental para o sucesso do seu negócio, pois, nos dias de hoje, os gestores costumam ficar dispersos com o excesso de atividades. Ao mantê-las organizadas, você não perde o foco nem a objetividade nas atividades.

7. Estabelecer prioridades

Em muitos casos, os empreendedores ficam tão ocupados com as suas atividades cotidianas que acabam se esquecendo de algo fundamental: analisar sua própria empresa.

Pode parecer estranho, mas acontece com uma frequência maior do que se imagina. Para evitar que isso aconteça com seu negócio, o ideal é separar um dia da semana para verificar como andam as coisas, verificar as entradas e saídas de caixa e os pagamentos em geral, além do relacionamento com fornecedores e parceiros comerciais.

Assim, você consegue ter mais controle do seu empreendimento e pode atingir as metas estabelecidas com maior facilidade.

Ao compreender cada um desses desafios e aprender a aliar organização, gestão e tecnologia, é possível fazer micro e pequenas empresas crescerem no seu segmento de atuação. Quanto mais dedicação e capacidade de aprender o gestor tiver, melhor para o empreendimento, que vai colher os frutos de um bom planejamento e atitudes acertadas.

O que você achou sobre esses desafios das micro e pequenas empresas? Percebeu como pequenas ações podem trazer maior desenvolvimento para o negócio? Então compartilhe este texto nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a também dominarem o assunto!

Powered by Rock Convert

Deixar comentário.

Share This
LIGAR ONLINE