7 dicas para reduzir custos em TI de forma significativa
Tecnologia da Informação

7 dicas para reduzir custos em TI de forma significativa

Escrito por Leucotron

Um dos maiores desafios para CIOs e outros gestores da área de tecnologia é encontrar formas de reduzir custos em TI. Normalmente, esse é um setor já bem enxuto que opera sempre em sua capacidade máxima para atender às demandas de uma empresa.

Conseguir diminuir os gastos da tecnologia da informação sem causar prejuízos para a qualidade do serviço oferecido pode parecer impossível, mas existem técnicas e estratégias para identificar pontos em que existe a abertura para ajustes, além de modelos e novas tecnologias que quando adotadas reduzem dramaticamente os custos da operação.

Neste artigo, listamos 7 dicas para quem quer reduzir custos em TI de forma significativa sem a perda de qualidade ou eficiência no serviço oferecido! Confira a lista:

1. Migre para a nuvem e economize na infraestrutura

Boa parte dos gastos do setor de TI estão alocados na infraestrutura necessária para manter todos os serviços da empresa em ordem. Uma forma de enxugar custos é migrando alguns ou todos os dados e sistemas da empresa para uma solução na nuvem.

Com o Cloud Computing, é possível deixar as preocupações com infraestrutura nas mãos do provedor contratado e contar com muito mais segurança e robustez na TI. Além do armazenamento, é possível utilizar a nuvem para abrigar softwares e outros sistemas internos da organização, economizando o custo com servidores.

2. Automatize processos operacionais

A automatização é um jeito extremamente eficaz de se reduzir os custos do setor de TI. Transformar tarefas repetitivas feitas por humanos em rotinas executadas por sistemas e softwares é uma tendência natural, pois aprimora a qualidade das entregas ao mesmo tempo em que elimina o tempo gasto por colaboradores na tarefa.

Uma tarefa automatizada sempre terá mais confiabilidade do que algo realizado por um humano: não existe a possibilidade de que o sistema se engane por distração ou fique cansado de fazer a mesma coisa indefinidamente.

Sem o risco humano, essa atividade também será feita com mais velocidade, acelerando a produtividade da empresa. Por fim, essa automatização permitirá que a empresa invista seus recursos humanos em outras tarefas que realmente demandem suas capacidades técnicas, ampliando a geração de valor.

3. Invista em bons equipamentos

É importante que as equipes da empresa sempre tenham acesso às ferramentas mais adequadas para o seu trabalho. Tentar economizar com equipamentos baratos de qualidade duvidosa ou adiando a atualização de sistemas pode ser um tiro pela culatra, pois o desempenho todo da organização será limitado por eles.

O setor de TI deve sempre investir nos melhores equipamentos, que sejam plenamente capazes de atender às demandas dos negócios sem gargalos ou falhas técnicas. Além de melhorar todo o desempenho da empresa, equipamentos de qualidade falham menos, o que exige menos atenção do suporte da TI e, consequentemente, menos gastos com o setor.

4. Virtualize sua estrutura de servidores

Virtualizar os servidores é uma maneira inteligente de conseguir aproveitar melhor uma infraestrutura existente de rede em uma empresa. Com a virtualização, é possível alocar recursos da rede de acordo com a demanda, ou seja, o desperdício é reduzido.

A virtualização da estrutura de rede também facilita a manutenção deles, já que muitas definições que exigiriam uma interferência física no hardware podem ser executadas em nível de software, por exemplo, o arranjo de discos no storage.

Por fim, empresas que adotam servidores virtualizados, muitas vezes, reduzem o número de máquinas necessárias para suportar a rede, o que implica no ganho de espaço físico e redução do custo com eletricidade.

5. Faça um inventário das licenças de software

O número de licenças de software ativas que não estão sendo usadas em uma empresa pode ser algo surpreendente. Muitas vezes, por falhas na comunicação entre os setores operacionais e a TI, algumas soluções são deixadas de lado e, ainda assim, a empresa continua pagando pela licença de uso delas.

É interessante para a TI ter um inventário de todas as licenças de software ativas na empresa, detalhando em quais setores esses programas são utilizados e para qual finalidade, além das datas de expiração delas, se for o caso.

Com isso, é possível fazer facilmente “rondas” mensais dentro da empresa verificando se esses softwares ainda estão em uso. Se não estiverem, a dica é desabilitar essas licenças e economizar com isso.

Também vale a pena citar aqui a possibilidade de se adquirir softwares no modelo SaaS, ou Software as a Service.

Com o SaaS, a empresa precisa pagar apenas um valor de assinatura normalmente mensal para utilizar o software: toda infraestrutura de rede e manutenção será responsabilidade da desenvolvedora, que distribuirá seu produto como a prestação de um serviço.

6. Estreite a relação da TI com o resto da empresa

Uma boa relação entre a TI com os demais setores da empresa é algo importante por incontáveis razões; redução de gastos é uma delas.

Fazer com que a TI se comunique bem com o restante de uma organização pode ser um desafio, mas vale a pena investir nisso. Com uma relação mais profunda, os times de TI entenderão melhor as demandas dos negócios e gastarão menos tempo de trabalho com atividades que não vão gerar valor.

Além disso, uma boa relação da TI com o resto da empresa pode evitar desperdícios em licenças de softwares e tecnologias que nunca serão aceitas e utilizadas pelos times operacionais.

7. Considere terceirizar alguns serviços

Muitas atividades da TI podem ser terceirizadas visando tanto a redução de custos como a possibilidade de se conseguir profissionais mais especializados em determinadas áreas. O chamado Outsourcing é uma maneira simples de economizar e, ainda assim, manter ou elevar a qualidade dos serviços oferecidos.

Alguns gestores têm uma resistência natural a terceirização devido à sensação de perda de controle com a transferência de uma responsabilidade para fora da empresa, mas se a parceria for bem estruturada e os serviços terceirizados selecionados com cuidado, isso pode ser bom para a saúde financeira da empresa e para o desempenho da TI.

A terceirização, muitas vezes, será a forma mais significativa de se reduzir custos em TI em uma empresa.

E você, gostou de aprender como reduzir custos em TI? Aproveite então para seguir nosso Twitter, Facebook e LinkedIn para ficar por dentro dos melhores conteúdos de tecnologia da informação, gestão e telefonia!

Sobre o autor

Leucotron

Deixar comentário.

Share This