Por que os funcionários devem estar aptos para usarem novas tecnologias?
Gestão de Empresas

Por que os funcionários devem estar aptos para usarem novas tecnologias?

Escrito por Leucotron

O avanço tecnológico traz inúmeras vantagens, no entanto, a maioria dos profissionais vê nessas mudanças um sinal de perigo. Isso acontece porque as novas tecnologias interferem diretamente nos hábitos aprendidos e repetidos durante gerações a fio, o que é muito difícil de mudar a curto ou médio prazo.

Por outro lado, se houver algum problema ou defasagem tecnológica na sua empresa a responsabilidade cairá sobre você. Nesse contexto, é importante que você assuma as rédeas da inovação e inicie um processo de treinamento dos funcionários para garantir que a empresa não fique para trás.

Para lhe ajudar a superar os diversos obstáculos que existem entre a teoria e a prática, elaboramos um guia rápido com os argumentos e ações que você pode seguir sempre que for questionado sobre a adoção de uma nova tecnologia.

As novas tecnologias existem para ajudar, não para atrapalhar

Essa é a principal barreira que você terá de superar ao implantar um novo recurso tecnológico. O que mais assusta os funcionários é a possibilidade de ver sua função ser substituída por um software ou robô. Por isso, sua primeira tarefa será afastar qualquer dúvida sobre o caráter agregador da tecnologia.

Antes de qualquer coisa, tenha certeza de ter escolhido uma solução tecnológica que faça jus ao nome.

Ou seja, não adianta querer implantar ferramentas de última geração só porque estão na moda sendo que, na prática, elas não auxiliam de fato o trabalho do profissional. Escolha as alternativas mais intuitivas, fáceis de aprender e efetivamente transformadoras em cada departamento.

Nesse processo, vale a pena você se inteirar das tecnologias que, talvez, não sejam o seu forte — como as direcionadas para o controle financeiro, por exemplo — para que você tenha mais autoridade e segurança para a próxima etapa.

Há uma série de fatores que comprovam sua necessidade

Mesmo que a tecnologia que você escolheu tenha a melhor fama do mundo, os funcionários ainda assim estarão relutantes. Não somente pelos fatores que já citamos, mas, também, pela falta de flexibilidade para lidar com as mudanças em geral.

Essa dificuldade atinge profissionais dos mais variados cargos, desde os assistentes administrativos até os diretores e presidentes, sendo estes últimos chamados de Nimby.

Portanto, você deverá ser persuasivo e paciente para convencer seus colegas de que a adoção de novas tecnologias será bem-vinda.

Comece esse procedimento comentando sobre a tecnologia quando lhe chamarem para resolver algum problema. Fale sobre como o recurso acabaria ou evitaria aquele incômodo para que o funcionário perceba a sua utilidade.

Quando os profissionais começarem a te cobrar sobre aquela tal ferramenta fantástica que você tanto comenta, é hora de colocar a inovação em prática.

Os líderes vão dar o exemplo

Os primeiros profissionais que devem comprar sua ideia são os líderes. Por esse motivo, esse grupo de funcionários deve fazer o treinamento antes de todos para que eles possam, assim como você, fazer a propaganda do recurso tecnológico.

Isso é importante tanto para convencer, quanto para compartilhar a fonte de ajuda entre os gestores. Afinal, será mais fácil para os funcionários questionarem o seu supervisor direto do que disputar a sua atenção com outros profissionais em dúvida.

Vale a pena ressaltar que o treinamento dos líderes deve ser enxuto, direto e diferente do aplicado para os demais funcionários. Falaremos sobre isso mais adiante.

Ficará mais fácil atingir os objetivos da empresa

Depois de treinar os líderes de cada departamento, verifique com eles qual será o impacto dessas tecnologias no cumprimento das metas organizacionais. Certamente eles perceberão que essas ferramentas vão reduzir e muito o tempo dedicado nas tarefas diárias.

Com essa informação em mãos, incentive os líderes a reestruturar as atividades rotineiras e a repassar essas mudanças para os funcionários. Assim, os profissionais terão mais consciência e clareza sobre os benefícios da implementação de novas tecnologias, eliminando toda e qualquer dúvida que ainda possa restar.

O treinamento será personalizado

Por mais intuitiva que uma tecnologia seja, não é recomendável que você simplesmente anuncie, instale no computador e deixe os funcionários aprenderem sozinhos. A capacitação é ideal para ensinar e unir todos os colaboradores — dos mais avessos aos mais acostumados com as mudanças.

Esses treinamentos devem ter dias, horários e grupos certos. Converse com os líderes de cada departamento para definir um horário e data que sejam mais viáveis, um formato de curso (se presencial ou online) e garanta que as equipes sejam treinadas separadamente. Se você misturar funcionários de áreas diferentes poderá diminuir o engajamento que foi tão difícil de conquistar.

Paralelamente a isso, faça um backup em nuvem das informações básicas para que os profissionais possam consultar quando desejarem.

Haverá sempre a quem recorrer

Os gestores têm uma rotina muito atribulada. Tem dias que o telefone não para de tocar, outros com inúmeros compromissos internos e externos, e é complicado deixar a tarefa de auxiliar os profissionais somente para eles.

Em função disso, a melhor alternativa para garantir o suporte aos que estão aprendendo a lidar com as novas tecnologias é por meio de um influenciador. Essa pessoa é aquela que tem uma profunda facilidade em aprender e que pode compartilhar dicas com seus colegas.

Você pode começar a criar esse vínculo ainda durante o curso. Quando um funcionário demonstrar mais agilidade de aprendizado, peça para ele ajudar outro colega quando você estiver ocupado atendendo um terceiro.

Dessa maneira, você cria um hábito de troca e conhecimento conjunto entre os profissionais, enquanto garante que os colaboradores sempre terão uma terceira fonte de ajuda à disposição.

Todo o processo evolutivo deve ser feito no plural. Sendo assim, você precisará motivar os profissionais de todas as áreas da sua empresa para que a mudança realmente aconteça.

É importante que haja essa sinergia para que a organização seja capaz de enfrentar momentos de crise econômica, como a que vivemos em 2016, e também para superar os desafios que o futuro reserva. Afinal, quem está em movimento nunca fica estagnado.

Incorpore as sugestões deste artigo e faça do uso das novas tecnologias um mecanismo para o sucesso!

Quer ficar por dentro das últimas novidades em gestão? Assine a nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo.

Sobre o autor

Leucotron

Somos uma empresa de tecnologia em telecomunicações que atua no mercado brasileiro há mais de 30 anos, sendo reconhecida como uma das mais importantes na área de telefonia IP e convencional.

Atualmente, somos líder no segmento de hotelaria. São mais de 300 concessionárias parceiras, que oferecem centrais de PABX, softwares de telefonia e as mais inovadoras soluções em comunicação com foco no aumento da produtividade de pequenas, médias e grandes empresas de todas as regiões do Brasil.

Deixar comentário.

Share This