Chief Information Security Officers: o que esse profissional faz?
Gestão de Empresas Tecnologia da Informação

Chief Information Security Officers: quais as funções deste profissional?

chief information security officers
Escrito por Leucotron

Garantir a segurança das informações é uma preocupação cada vez mais recorrente entre as empresas. Isso porque, apesar de extremamente benéfica, a migração de dados importantes para os ambientes digitais comporta riscos de diferentes naturezas.

Pensando na proteção e na integridade do acervo, departamentos especiais são criados para gerenciar a segurança documental. É justamente nesse contexto que surgem os Chief Information Security Officers (CISO), em português, Diretores-Chefe de Segurança da Informação.

Tendo em vista a importância desse profissional para o bom desempenho da organização, elencamos alguns esclarecimentos sobre a sua atuação e suas atribuições no negócio. Não deixe de conferir!

O que é Chief Information Security Officer?

O CISO é o profissional responsável, sobretudo, pela supervisão e pelo gerenciamento do departamento de segurança de TI. Hierarquicamente, esse executivo ocupa um cargo condizente com suas responsabilidades. Atuando em conjunto com os diretores da organização, o colaborador trabalha em questões estruturais de proteção de dados que envolvem toda a empresa.

Dentre as principais ações desenvolvidas pelo profissional, está o gerenciamento de riscos no que diz respeito à salvaguarda de arquivos e de informações relevantes à administração do negócio.

A importância do Chief Information Security Officer, portanto, reside na sua atuação fundamental para o bom desempenho da instituição no mercado e para a credibilidade da empresa diante do público consumidor. Afinal, a confiabilidade do empreendimento está diretamente relacionada às políticas que ele desenvolve para garantir a segurança de documentos sigilosos e que dizem respeito, inclusive, ao cliente.

Quais são as funções desse profissional?

São inúmeras as funções desempenhadas pelo CISO, uma vez que o cargo diretor ocupado centraliza grandes responsabilidades acerca da segurança dos dados da empresa e das políticas desenvolvidas pelo departamento de Tecnologia da Informação. Dentre as atribuições principais, portanto, estão:

  • a antecipação de ameaças à violação de dados;
  • a garantia do funcionamento dos sistemas de segurança;
  • a redução de riscos operacionais da empresa;
  • a realização de treinamentos de conscientização aos colaboradores;
  • a regularização dos processos empresariais e sua adequação às normas de segurança.

Quais são as responsabilidades do profissional?

Tendo em vista a ampla atuação do cargo, diversas responsabilidades são assumidas pelo executivo. Dentre elas, o gerenciamento sobre o controle de acesso, tanto interno quanto externo, aos sistemas de armazenamento de dados. Afinal, há vários graus de sigilosidade que precisam ser preservados.

Dentro de um mesmo departamento, por exemplo, alguns servidores podem ou não ter autorização para acessar arquivos, dependendo de suas competências administrativas. Outra grande responsabilidade do diretor é o alinhamento dos processos e da política da empresa às leis que regulamentam a privacidade dos dados e às normas estabelecidas pelos órgãos reguladores da atividade econômica.

Vale lembrar que essa conformidade das obrigações perante o Estado é de extrema importância para o crescimento da empresa e para a elevação da sua credibilidade no mercado. O profissional, dentre outros, também se responsabiliza pelo sucesso das etapas de implementação de tecnologias para a construção de arquiteturas de segurança, para a elaboração de políticas e para o gerenciamento de operações.

Guia completo para otimizar a comunicação em escritório de advocaciaPowered by Rock Convert

Qual é o perfil profissional de um CISO?

O Chief Information Security Officer é aquele colaborador que, além de ter conhecimento técnico sobre as funções que desempenha, apresenta qualidades interpessoais suficientes para liderar com eficiência os funcionários do seu departamento e para gerenciar equipes no ambiente de trabalho.

Por essa razão, o perfil profissional de um CISO contempla habilidades orais e comunicativas, além de organização e capacidade de liderança. O pensamento crítico e estratégico, nesse contexto, também é virtude fundamental para o cargo, tendo em vista a atribuição de criar mecanismos complexos de integração, de segurança e de proteção de dados.

Vale lembrar que a personalidade ética é, da mesma maneira, um item levado em consideração no momento da escolha por um profissional responsável pela segurança dos dados. Afinal, este lidará diariamente com questões que envolvem a própria integridade da organização. Por essa razão, a honestidade, a confiabilidade e a fidelidade do diretor são critérios fundamentais para a sua classificação.

Quais são as qualificações exigidas para esse cargo profissional?

Muitas organizações, ao contatar o profissional de segurança, exigem graus avançados de conhecimento em ciência da computação, engenharia e tecnologia da informação. Além de notório saber na área, o CISO deve contar com certificações próprias e mais específicas que o tornam apto a exercer as atribuições.

O Certified Information Systems Security Professional (CISSP) é apenas um dos exemplos e pode ser emitido pela (ISC) ², empresa líder e referência mundialmente conhecida em segurança cibernética.

O curso contempla diversos estudos sobre temas de extrema relevância para o CISO, como Criptografia, Segurança de Telecomunicações, e Redes e Segurança no Desenvolvimento de Software. Outras experiências importantes para a atuação do profissional são Governança Política, Planejamento Estratégico, e Finanças e Gestão Operacional.

O que é preciso fazer para se tornar um CISO?

As competências relacionadas ao Chief Information Security Officer são inúmeras. Para se tornar um CISO, portanto, o ideal é buscar diversas especializações referentes ao cargo que permitam aprimorar conhecimentos na área e mostrar diferencial no momento da contratação.

Vale, nesse sentido, lembrar que o contexto tecnológico com o qual o profissional lida diariamente é cada vez mais avançado e propõe novas formas de garantir a integridade das informações. Estar atualizado sobre as novidades do mercado é, por essa razão, extremamente necessário para aplicar políticas e estruturas mais sofisticadas e para acompanhar as tendências digitais que tornam o trabalho do CISO mais efetivo.

O avanço das estruturas tecnológicas nas empresas facilitou, em grande medida, o controle sobre as informações e o arquivamento de uma grande quantidade de dados essenciais à gestão do negócio.

Apesar da facilidade que essas soluções trouxeram, novos riscos de ataques cibernéticos surgiram e, com eles, a necessidade de cultivar uma estrutura segura e eficaz na proteção de arquivos. Diante desse contexto, portanto, a atuação dos Chief Information Security Officers se faz fundamental para o próprio desempenho e crescimento da instituição no mercado.

E então? Gostou das nossas dicas? Compartilhe o conteúdo nas suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso às informações sobre segurança de dados!

Powered by Rock Convert

Deixar comentário.

Share This
LIGAR ONLINE