7 dicas para ser um gerente de TI de sucesso
Gestão de Empresas Tecnologia da Informação

7 dicas para ser um gerente de TI de sucesso

Escrito por Leucotron

A área de TI é, modernamente, fundamental na maior parte das empresas. Ela deixou de ser somente um setor específico para se tornar um departamento compartilhado que interfere em praticamente todos os outros setores da organização, contribuindo bastante para a tomada de decisões do gestor da empresa.

Dessa forma, o gerente de TI precisa desenvolver suas habilidades para garantir um melhor desempenho e dar à empresa a oportunidade de usufruir de todos os benefícios que a TI oferece.

Veja a seguir 7 dicas para que você seja um gerente de TI de sucesso:

1. A flexibilidade é importante

O gerente de TI só terá êxito em sua profissão se acompanhar o ritmo da própria Tecnologia da Informação. A TI é uma área bastante flexível, que evolui conforme as novas descobertas e as novas necessidades humanas vão exigindo.

O gerente deve, portanto, se adaptar às transformações e à cultura organizacional da empresa, buscando todas as soluções viáveis para resolver problemas e evitar que eles causem impactos maiores na organização.

Talvez, você precise mesmo modificar horários de trabalho, exercendo atividades extras ou em ocasiões atípicas. Procure ser flexível inclusive com seus colaboradores, sabendo exigir deles, mas respeitando imprevistos e tolerando algumas falhas.

2. O gerente de TI deve conversar com sua equipe

Como gerente de TI, você está assumindo um cargo de liderança e uma das características mais importantes de um líder é a capacidade de dialogar e escutar sua equipe.

O líder só existe porque existem pessoas e atividades para liderar — sozinho, ele não é praticamente nada. E liderar não significa dar ordens só para mostrar que tem poder. Liderar é ter capacidade de organizar as operações, de saber canalizar o potencial dos colaboradores de forma que eles façam exatamente aquilo que a empresa espera deles.

A opinião de sua equipe é muito importante. Você pode aprender com eles e aperfeiçoar-se, corrigindo seus próprios erros. Conversando, você identificará os pontos fortes e fracos dos profissionais, o que ajudará na redistribuição de tarefas se for necessário.

Entender os problemas e desejos de sua equipe te ajudará a organizar melhor seu próprio trabalho.

3. Atualize-se sempre para não ficar ultrapassado

A tecnologia não para de evoluir. Antes mesmo das pessoas se ajustarem a uma novidade tecnológica, outra inovação, ainda mais eficiente, é lançada no mercado.

O bom gerente de TI deve acompanhar essas mudanças, sempre que possível, no ritmo em que elas acontecem. Na verdade, ele próprio deve contribuir para essas transformações.

É claro que, muitas vezes, o profissional fica tão ocupado que não tem tempo de se informar de tudo que acontece na sua área. Mas é sempre bom tirar alguns minutos para ficar a par das modificações. Com o acesso à internet, essa atualização fica mais fácil.

Também é conveniente fazer novos cursos, adquirir especializações, ampliar conhecimentos. A atividade é dinâmica, de sorte que o gerente de TI também deva acompanhar essa vitalidade a fim de executar bons trabalhos.

Atualizar-se é uma prova de que você está apto a oferecer para sua empresa o que há de melhor em Tecnologia da Informação, as melhores metodologias de gestão e análise de dados, os melhores softwares, os melhores sistemas de segurança e assim por diante.

4. Para haver gestão, é preciso integração

O gerente de TI só terá êxito se integrar sua área aos outros setores da empresa. Na verdade, essa integração é uma necessidade, senão seu trabalho não vai oferecer os resultados que a empresa precisa.

O setor de TI não pode ser um espaço fechado e inacessível, precisa compartilhar informações com todos os profissionais que ocupam os outros setores da empresa. E todos os setores, em conjunto, precisam trabalhar para atingir os objetivos da organização.

Lembre que o setor de TI não é um fim em si mesmo, ele existe para atender as necessidades de uma entidade maior e mais complexa. Ele é uma parte de um todo, não pode funcionar sozinho.

A própria tecnologia pode contribuir para essa integração entre os setores e o gerente de TI deve se esforçar para usar, implantar e desenvolver ferramentas ainda mais eficientes de integração.

5. Faça uma gestão apropriada dos sistemas internos

Claro que o gerente de TI precisa ter capacidade para gerenciar os sistemas operacionais, os bancos de dados e todos os sistemas implantados na empresa. Ele precisa garantir o funcionamento das ferramentas internas de TI.

Para realizar esse gerenciamento com eficiência, o gerente de TI deve analisar os indicadores de desempenho e realizar um estudo minucioso do tráfego das informações.

A atitude proativa é uma característica que ele deve apresentar. Por exemplo, ele poderá propor soluções (expansão da rede, troca de certos equipamentos) antes que a rede interna apresente problemas de instabilidade.

6. Reconheça a necessidade da terceirização ou delegação de tarefas

Admita que você tem seus próprios limites e, quando sentir que não está preparado para desempenhar determinada tarefa ou quando perceber que a estrutura do setor ou da empresa não é suficiente para determinado projeto, terceirize.

A terceirização é uma prática comum em qualquer empresa e qualquer setor. Ajuda a reduzir custos e a aumentar a eficiência do trabalho, oferecendo geralmente melhores resultados.

Da mesma forma, se estiver muito sobrecarregado ou sentir que algum colaborador está mais preparado para desenvolver uma atividade, saiba delegar.

Não delegue sem critérios ou com tirania. Escolha bem o profissional e escute o que ele tem a dizer, pois talvez ele não se sinta apto para uma dada tarefa.

7. Tenha visão estratégica e evite as decisões intuitivas

O gerente de TI precisa trabalhar com uma visão estratégica, avaliando o futuro, medindo os resultados, comparando os dados, analisando o ciclo de vida de cada informação, coordenando os projetos com competência e tecnologia adequada.

Trabalhando em uma área que preza, acima de tudo, a exatidão dos dados, o gerente de TI deve saber a importância de tomar decisões fundamentando-se em dados e indicadores precisos e confiáveis. A gestão baseada somente na intuição é coisa do passado e envolve riscos desnecessários — principalmente, para quem atua no setor de TI.

O que achou do post? Já segue algumas das dicas visualizadas no texto? Se você quiser ficar por dentro de outras ideias e soluções para sua carreira, assine a nossa newsletter.

E-BOOK GRÁTIS - Economia em Tempos de Crise - Leucotron Telecom

Sobre o autor

Leucotron

Deixar comentário.

Share This