A internet das coisas (IoT) na comunicação corporativa
Tecnologia da Informação

A internet das coisas (IoT) na comunicação corporativa

Escrito por Leucotron

A internet das coisas (IoT) já está transformando os processos no ambiente corporativo. Uma pesquisa da Vodafone identificou que houve um crescimento no número de empresas que utilizam esse recurso, subindo de 12% para 29% entre 2013 e 2017. A tendência é esse índice aumentar cada vez mais à medida que surgem novas tecnologias.

Esse recurso pode melhorar a infraestrutura do negócio, ampliar a comunicação com os clientes e facilitar o monitoramento dos riscos da empresa. Quer saber como utilizar a IoT de maneira inteligente? Acompanhe!

O que é internet das coisas (IoT)?

A internet das coisas é uma tecnologia que permite a comunicação entre máquinas pela web. Ela pode ser utilizada em diferentes objetos como televisores, carros, máquinas industriais e plataformas de comunicação. Os sensores instalados nos dispositivos é que tornam possível a comunicação entre os equipamentos. Essa é a verdadeira conexão entre o mundo físico e o digital.

Como a internet das coisas provoca mudanças no ambiente corporativo?

A IoT gera um melhor aproveitamento dos recursos tecnológicos, pois as plataformas conectadas conseguem promover o autogerenciamento das atividades. Algumas companhias de energia, por exemplo, utilizam essa aplicação para medir as vibrações nas turbinas. Os dados são encaminhados para um sistema que faz uma análise sobre a necessidade de uma manutenção preventiva.

O uso dessa tecnologia exige uma reestruturação dos ambientes de trabalho para garantir mais eficiência e segurança aos processos. Cedo ou tarde, todas as empresas precisarão promover adaptações para suportar as ferramentas com internet das coisas.

A John Deere, por exemplo, disponibiliza a tecnologia para criar melhorias nas atividades de seus clientes. A IoT foi incorporada nas máquinas agrícolas para monitorar o nível de umidade do solo e auxiliar os proprietários das terras a identificar quando é necessário realizar mais irrigações. Consequentemente, os produtores têm um maior rendimento de suas plantações.

A companhia britânica Diageo, proprietária de marcas famosas de bebidas, já utiliza a internet das coisas para controlar a produção do whisky Johnnie Walker Blue Label. A tecnologia é adicionada às garrafas para proporcionar uma experiência diferenciada ao consumidor ao compartilhar mensagens por seu rótulo.

Em supermercados, a IoT pode ser usada nas prateleiras para identificar quando algum produto está com poucas unidades. Assim, o gestor se antecipa em solicitar a compra de mais itens para evitar a falta no estoque. Além disso, o recurso pode ser utilizado para avaliar a necessidade de promoções ou mudanças nos preços das mercadorias que não apresentaram boa saída.

Outro exemplo é o uso da tecnologia no setor de logística das indústrias. Os sensores instalados nos caminhões ou nas caixas dos produtos podem combinar as informações do trânsito e da temperatura. Essa é uma forma de facilitar a decisão sobre o melhor transporte para as mercadorias (principalmente quando elas são sensíveis ao clima).

Quais são as vantagens da IoT na comunicação?

Você já percebeu que algumas organizações estão utilizando a tecnologia para gerar informações valiosas, certo? Confira, a seguir, os principais benefícios desse recurso:

Melhoria na comunicação com os clientes e funcionários

A internet das coisas facilita a automação de alguns processos e a integração das plataformas de comunicação. Dessa maneira, os clientes podem receber um atendimento melhor e personalizado, pois o colaborador já obtém informações sobre ele de forma antecipada e consegue resolver os seus problemas ou dúvidas. A companhia também pode utilizar o recurso tecnológico para criar diferenciais na sua relação com os consumidores, a exemplo da estratégia utilizada pela Diageo.

A IoT também tem o papel de aperfeiçoar a comunicação entre os profissionais, o que contribui para reduzir erros nos processos e gerar mais agilidade ao cumprimento das demandas. Isso porque a transmissão de dados entre setores é mais eficiente, já que é feita de forma unificada pelas ferramentas.

Monitoramento de dados

Ao utilizar plataformas configuráveis e customizáveis, as organizações monitoram todos os dados transmitidos pelos colaboradores e os clientes. O gestor consegue acompanhar de perto as estatísticas de vendas, as taxas de churn e as principais reclamações dos consumidores. Assim, pode avaliar as informações e propor mudanças estratégicas para melhorar os resultados.

Os dispositivos com IoT também favorecem o controle de riscos da companhia em relação às mudanças do mercado. Desse modo, a organização pode tomar decisões mais rápidas para se manter à frente dos concorrentes.

Aumento da produtividade

É essencial que o profissional de TI prepare os funcionários para o uso das ferramentas tecnológicas. Com uma orientação adequada, a utilização da IoT será melhor aproveitada em prol da corporação.

As plataformas que utilizam internet das coisas facilitam a comunicação interna e o planejamento dos processos. A clareza dos dados transmitidos e recebidos diminui o retrabalho, gerando mais produtividade e eficiência.

O gerente da equipe de vendas, por exemplo, consegue monitorar o desempenho de cada colaborador e identificar quais são as principais dificuldades encontradas. Assim, é possível traçar uma abordagem diferenciada ao cliente para aumentar o fechamento de negócios. Esse conhecimento sobre o que ocorre no local de trabalho faz com que as atividades sejam desenvolvidas com mais qualidade e comprometimento.

Logo, a internet das coisas permite que as atividades repetitivas sejam desempenhadas pelas ferramentas, enquanto os profissionais usam a inteligência para realizar tarefas relacionadas à gestão e desenvolvimento de estratégias.

Atenção à segurança das informações

A IoT reduz as interrupções dos processos pelas pessoas, pois os sensores instalados nos equipamentos coletam e transmitem os dados. As informações não sofrem alterações pelos colaboradores, contudo, o profissional de TI deve estabelecer sistemas robustos de segurança para evitar o vazamento de dados sigilosos.

As interfaces de programação de aplicativos devem ser padronizadas para gerar um sistema de correção automática. Os dispositivos móveis também precisam ser protegidos nas redes conectadas, a fim de evitar riscos ao ambiente. Porém, ao controlar esses fatores a organização consegue aproveitar todos os benefícios proporcionados pela IoT.

Enfim, é possível notar que a internet das coisas pode transformar o ambiente de trabalho e gerar mais produtividade para a equipe.

Gostou deste artigo? Entenda como a tecnologia auxilia as corporações em tempos de crise em um material completo que nós preparamos para você!

Powered by Rock Convert

Deixar comentário.

Share This
LIGAR ONLINE