codecs VoIPs

Entenda mais sobre os diferentes tipos de codecs VoIPs

Ao contratar um serviço VoIP para a sua empresa, é preciso entender mais do que o sistema oferece e como sua tecnologia funciona. Compreender os principais codecs VoIP que existem permite escolher o mais adequado para a estratégia organizacional de cada contexto do negócio.

Com os conhecimentos básicos sobre codec VoIP, ao negociar a aquisição de um novo equipamento ou sistema operacional, fica mais fácil identificar as possibilidades que poderão ser exploradas pelos usuários. Consequentemente, neste cenário há a otimização das ferramentas inteligentes, proporcionando benefícios nas tarefas.

Quer saber mais? Conheça os principais codecs VoIPS neste conteúdo e veja como escolher o melhor deles para a sua empresa!

O que é um codec? 

Como o próprio nome sugere, o recurso é usado para codificar e decodificar os sinais de transmissão de dados. Na forma de um hardware ou software, o codec é responsável por implementar um algoritmo que comprime os sinais modificando os sinais analógicos em uma sequência de bits. São realizadas amostragens periódicas nos sinais, cuja forma final é digital.

Como funcionam os codecs VoIP? 

Utilizando algoritmos de combinação avançada, os codecs permitem organizar, comprimir e enviar dados, ajudando a encontrar a melhor utilização da banda larga pelos canais com maior disponibilidade. 

Os algoritmos são responsáveis pela troca dos pacotes de dados, sendo os anexos aos códigos responsáveis por essa troca na tecnologia VoIP

As tecnologias multifacetadas devem suportar a transmissão de diferentes tipos de informações, como voz, vídeo e texto, algumas vezes simultaneamente. Em aplicações multimídias, é necessário ter um codec que comporte os envios sem gerar atrasos nem prejudicar a qualidade da chamada, o que é chamado de bit rate, que define a propriedade do codec e pode direcionar a sua utilização.

Quais os tipos de codecs?

Codec G.711

Sendo um codec de padrão elevado, opera em alta taxa de bits: 64 Kbps. É conhecido como o “avô” da telefonia digital. Foi utilizado pela primeira vez em 1988 e originou outros codecs posteriormente.

Existem duas versões deste codec: A-law e U-law. No Brasil é utilizada a primeira opção, transportando dados por um tronco T1 de 24 a 30 canais, dependendo da largura de banda de voz.

É ideal para bandas largas, mas pode ser usado também para LANS. Não opera muito bem para Internet. Oferece uma boa transmissão de voz e tem a vantagem de parecer com um telefone comum, com pouco atraso.

Sua desvantagem é a largura de banda maior do que outros codecs, incluindo sobrecarga de UDP e IP. 

Codec G.722

É um código que se adapta com facilidade a compressões de diferentes escalas, sem alterar a largura da banda utilizada. Opera bem mesmo com congestionamento da rede, garantindo o atendimento em contexto de sobrecarga. 

Funciona com taxas de 48 kbps, 56 kbps e 63 kbps. Em comparação ao codec G.711, apresenta melhor desempenho, capturando duas vezes mais as gamas de frequência e consequentemente oferecendo uma melhor qualidade de voz nas ligações.

Codec G. 723.1

Opera em ambientes com taxas de bit rate mais baixas, como em empresas com conexões dial-up e ambientes com baixa largura de banda.

No entanto, tem alta taxa de compreensão de voz e áudio, garantindo assim uma excelente qualidade nas chamadas. Funciona em taxas de 5.3 kbps e 6.3 kbps e necessita de uma maior capacidade de processamento. 

Codec G.729

No caso do codec G.729, é preciso filtrar o sinal analógico para poder transmiti-lo. A taxa utilizada é de 8000 amostras por segundo, nas quais são codificados sinais de áudio a 10 ms, originando 80 amostras de sinais por segundo. Há um atraso de 15ms com um bit rate de 8kbps. 

O algoritmo utilizado é o CS-ACELP, gerado por base em um modelo de predição linear. Tem extensões que permitem valores entre 6.4 kbit/s e 11.8kbit/s, melhorando a qualidade da chamada. 

Não é indicado para o transporte de músicas ou tons de áudio, por exemplo. É mais usado para contextos VoIP, por ter menor complexidade. A vantagem é que, assim como o G.711, é compatível com a maioria dos aparelhos disponíveis para ambientes organizacionais. 

Como escolher o melhor codec para a minha empresa?

Como envolve um aspecto mais avançado da tecnologia, nem sempre é fácil identificar o melhor codec. Deve-se levar em conta as interferências do ambiente e as limitações dos próprios aparelhos e/ou plataformas.

Para considerar o codec mais adequado, o ideal é aplicar os testes de trabalho. Quanto maior o payload, menor é o consumo de banda em uma chamada VoIP. No entanto, o delay será maior para transmitir cada quadro da mesma chamada. 

Voice CODEC Bandwidth Calculator, da CISCO [CISCO-CODEC4], é uma aplicação muito eficiente disponibilizada em modo online para os usuários que estiverem registrados. Com a ferramenta, é possível fazer simulações usando as análises e parâmetros de acordo com o codec utilizado e o payload desejado para a empresa. 

O codec ideal permite que todo o potencial de linhas seja utilizado, por meio de um roteamento eficiente, com fluidez na transferência dos pacotes de dados. 

Quase todas as chamadas realizadas em um ambiente empresarial necessitam de codificação, por isso é essencial a operação de codecs VoIPs nas tecnologias aplicadas. O entendimento sobre esses códigos, por mais que sejam complexos, têm como principal finalidade gerar uma experiência de voz melhor, com mais qualidade e estabilidade. 

O usuário não precisa conhecer esses codecs, mas como os operadores VoIPs são cada vez mais de responsabilidade dos próprios colaboradores, as noções básicas desses sistemas devem ser aprendidas. Por exemplo, ao adquirir um novo aparelho para a sua empresa, conhecedor o codec voIP otimiza a compra. 

O codec perfeito é apenas aquele ideal para atender a necessidade da empresa, adequando a quantidade de atendimentos realizadas e a tecnologia do aparelho que está sendo apresentada. Não deixe de conferir com uma empresa especializada sobre os produtos disponíveis relacionados à tecnologia VoIP.

Gostou de nosso conteúdo? Então não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais! Até a próxima! 

Quer saber mais sobre o mundo da telefonia?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.