como medir a produtividade

Aprenda como medir a produtividade da equipe e importância de fazer isso

Para ter uma empresa de sucesso, é preciso dispor de uma série de fatores essenciais, como bom gerenciamento financeiro, inovação, relacionamento saudável com o cliente, marketing e, sobretudo, produtividade. Este último, por exemplo, é o que garante a agilidade, a eficiência e a otimização do seu negócio. Podemos dizer também que ela está diretamente relacionada à gestão de preços e à capacidade de ser criativo. Diante disso, fica clara a importância de saber medir o rendimento da sua equipe. 

Mas como podemos definir a produtividade na empresa? De modo geral, a produtividade pode ser entendida como a capacidade de realizar o máximo de trabalho possível com o mínimo de tempo e recursos necessários, a fim de obter mais agilidade e maior otimização das tarefas. Nesse contexto, o rendimento profissional nada mais é do que o equilíbrio entre quantidade, tempo e qualidade. No entanto, não caia no erro de achar que a eficiência está relacionada com a pressa, ok?

Isso porque ser produtivo tem a ver com a capacidade de otimizar o tempo de modo que os deveres sejam organizados e concluídos por ordem de prioridades. Sendo assim, para você saber como medir a produtividade da sua equipe e avaliar os resultados de forma adequada, a fim de identificar os pontos que precisam ser melhorados, preparamos este artigo com algumas dicas para você conferir. Acompanhe a leitura!

Capacidade de produção

Antes de sabermos como medir a produtividade da equipe, é necessário enfatizar que existe uma diferença primordial entre produção e produtividade. Enquanto, a primeira diz respeito ao resultado da entrega, a segunda se refere ao processo utilizado pela sua equipe para possibilitar a entregar ao cliente. Sendo assim, é nessa etapa que você, como gestor, consegue identificar pontos de melhoria que vão garantir uma entrega satisfatória para o consumidor.

Diante disso, para medir a capacidade de produção da empresa, é preciso calcular, de preferência em horas, o quanto cada departamento consegue produzir por mês. Nessa equação, é necessário levar em consideração as horas retiradas pelos funcionários para as pausas de descanso. Feito isso, é possível obter o tempo exato de produção.

Após calcular o tempo disponível para a fabricação, chegou a hora de definir o índice de produtividade, que nada mais é do que a capacidade de produção que a empresa tem dentro desse tempo disponível. Sendo assim, é por meio desse cálculo que você consegue saber se determinado setor opera com 30%, 50% ou 100% de sua capacidade.

Nível de satisfação dos clientes

Medir o nível de satisfação dos seus clientes é fundamental para saber se as estratégias de vendas e produção adotadas até então estão dando certo. No entanto, muitos gestores cometem o equívoco de pensar que para medir a satisfação do cliente, basta disponibilizar uma pesquisa após a conclusão da venda. Embora esse método seja útil, ele não pode ser o único utilizado pela empresa.

Isso porque para medir a satisfação do cliente é preciso utilizar recursos que permitem um maior aprofundamento na pesquisa, pois os dados obtidos serão utilizados para gerir melhor as ações de marketing e venda. Sendo assim, as principais ferramentas que você pode utilizar são:

Guia completo para otimizar a comunicação em escritório de advocacia
  • FCR (First Contact Resolution), ou primeiro atendimento;
  • TMA (Tempo médio de atendimento);
  • TME (Tempo Médio de Espera);
  • NPS (Net Promoter Score).

Alcance de metas

Para uma empresa crescer e se consolidar no mercado em que atua, é preciso estabelecer metas alcançáveis e que estimulem o engajamento e o aperfeiçoamento da equipe. Sendo assim, para conseguir analisar a performance do seu time, é importante fazer uso de ferramentas como:

  • STRATWs ONE;
  • BetterWorks;
  • Appraisd;
  • Echospan;
  • Timo.

Qualidade do serviço prestado

Sabemos que quanto maior for a qualidade dos serviços prestados, maiores serão as chances de fidelizar seu público-alvo. Isso significa que não basta oferecer um bom produto para o consumidor se a prestação do serviço deixa a desejar, pois a qualidade e a humanização do atendimento influenciam — e muito — na percepção que o cliente tem da sua marca.

Para você ter uma ideia, 87% dos consumidores deixam de comprar um produto por causa do atendimento ruim. Aliás, você voltaria em uma empresa que não foi prestativa durante o processo de compra? Provavelmente não, certo? Então, está mais do que claro que oferecer um serviço de qualidade e que supere as expectativas do cliente é essencial para o reconhecimento da sua marca no mercado.

Sendo assim, para medir a qualidade de serviços prestados, é necessário:

  • fazer pesquisas para saber o que seus clientes pensam sobre os serviços da sua empresa;
  • ficar de olho nas redes sociais, pois além de aproximar ainda mais sua marca do cliente, é um meio eficaz para você divulgar seus serviços e analisar os feedbacks do público;
  • estar atento às reclamações e, sobretudo, saber como transformá-las em diferenciais competitivos;
  • investir em tecnologia.

Utilizando a tecnologia para fazer avaliações

Em alguns momentos deste artigo, falamos da importância de saber utilizar a tecnologia a seu favor. Isso porque independentemente do nível de familiarização que você tem com esse recurso, é fato que, hoje, a tecnologia faz parte de (quase) tudo o que está em nossa volta.

Sendo assim, a empresa que não se dispõe ou não busca meios de incluir a tecnologia em sua gestão corre um grande risco de ficar para trás. Em contrapartida, quando se entende a importância de acompanhar as mudanças do mercado e se adaptar às novas exigências do consumidor, as chances de crescimento são altas. 

Sem contar que a utilização de ferramentas tecnológicas contribui para uma administração mais inteligente, econômica, prática, ágil e precisa do negócio. Todas essas vantagens favorecem o aumento do engajamento e da produtividade da equipe devido à melhor comunicação entre os colaboradores, o acesso facilitado à informação e a otimização do fluxo de trabalho.

Viu só como medir a produtividade da equipe é fácil, desde que você tenha os recursos certos para isso? Além do mais, percebemos que o rendimento é um importante indicador para o crescimento da empresa. Mas vale ressaltar que para obter um resultado realmente satisfatório, é preciso que essas avaliações sejam realizadas de forma contínua, no intuito de aprimorar e buscar por melhores soluções para aumentar a produtividade. 

Gostou deste artigo e quer saber mais dicas para aumentar a produtividade na sua empresa? Então, entre em contato conosco!

Quer saber mais sobre o mundo da telefonia?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.