Gestão laboratorial: 7 boas práticas que não podem faltar
Gestão de Empresas Saúde

Gestão laboratorial: 7 boas práticas que não podem faltar

Escrito por Leucotron

Uma gestão laboratorial é essencial para ter sucesso nesse segmento de negócio bastante específico e que precisa adotar estratégias particulares para obter bons resultados.

Afinal, nos setores que cuidam da saúde, um bom atendimento ao público é ainda mais importante, pois se trata de pacientes que estão, em muitos casos, fragilizados. Portanto, ter processos ágeis e bem definidos diferenciam o seu laboratório em relação à concorrência.

Para solucionar problemas e ganhar destaque, selecionamos 7 boas práticas que não podem faltar para o estabelecimento, que trarão soluções e benefícios para o crescimento do negócio. Acompanhe!

1. Ter um software de agendamento de procedimentos

Com a adoção de um aplicativo para o agendamento de marcação de consultas e procedimentos, tudo passa a ocorrer dentro do ambiente digital, evitando a ocorrência de erros e equívocos comuns, como colocar dois clientes em um mesmo horário, por exemplo.

Já com a tecnologia, é possível organizar o fluxo de pessoas a serem atendidas e o trabalho cotidiano no laboratório, resultando em economia de tempo para os usuários, que são atendidos de maneira mais rápida e simples.

2. Realizar treinamentos constantes da equipe

Para fazer uma gestão laboratorial eficaz é imprescindível capacitar seus colaboradores, com o objetivo de direcionar o atendimento correto a cada tipo de paciente, priorizando idosos, gestantes, deficientes e aqueles com necessidades especiais.

Além disso, os membros das equipes que trabalham em laboratórios são mais suscetíveis a sofrer desgaste no seu conhecimento, principalmente quando têm uma rotina mais intensa.

Portanto, vale a pena investir em treinamentos para os funcionários. Fazê-los participarem de atividades diferenciadas ajuda a manter uma curva de conhecimento de alto nível. E quem ganha com isso são os usuários.

Vale lembrar que a cordialidade, paciência e educação da equipe nunca são demais e devem ser reforçados periodicamente. Afinal, todo e qualquer cliente merece ser bem atendido e respeitado.

3. Focar em um atendimento humanizado

Os usuários têm problemas e necessidades distintas, de acordo com cada tipo de demanda. Nesse ambiente, é muito comum que crianças e adultos tenham medo de agulhas. É quando um atendimento humanizado faz toda a diferença, para que a equipe saiba lidar e agir com cada paciente, principalmente em caso de nervosismo, desmaios, crises de ansiedade ou situações adversas.

Além disso, é importante pensar no conforto. Afinal, muitos levam acompanhantes. Por isso, deve-se ter assentos suficientes, para que ninguém tenha que esperar de pé.

Outra melhoria interessante para o atendimento humanizado é oferecer serviços extras e, assim, elevar a taxa de fidelização. Entre eles: coleta domiciliar, voltado a pessoas que possuem dificuldades de se locomover, deficientes ou muito idosas, além de oferecer vacinação em casa.

Esses são alguns diferenciais que aumentam a confiança dos usuários e geram retornos positivos. No caso de empreendimentos maiores, essas ações se tornam ainda mais simples, principalmente com a ajuda de empresas e convênios parceiros.

Guia completo para otimizar a comunicação em escritório de advocaciaPowered by Rock Convert

4. Investir em um sistema de gestão eficiente

A verdade é que ninguém gosta de ficar em um ambiente esperando para ser atendido durante muito tempo. Justamente por isso vale a pena ter um sistema de senhas ou agendamento online, para agilizar o atendimento.

Com a utilização de um sistema de gestão laboratorial, os funcionários conseguem organizar a ordem na fila e definir o setor ao qual cada paciente deve ser encaminhado, de modo a realizar o procedimento.

Na prática, isso resulta em economia de tempo para os profissionais e também para os usuários, que são atendidos de maneira mais ágil e eficaz.

5. Facilitar a entrega de resultados

A tecnologia na saúde já deixou de ser um luxo e passou a ser uma realidade no cotidiano em clínicas e laboratórios. Com pessoas cada vez mais ocupados com suas tarefas diárias, obrigá-los a se deslocar do seu ambiente de trabalho ou estudos para buscar resultados de exames é algo nada prático.

As plataformas online permitem que os clientes tenham acesso aos resultados via web de seus exames, por meio de um computador e, em muitos casos, do próprio celular, com o uso de apenas um login e senha, facilitando a vida dos pacientes.

Quando realizados de maneira organizada e bem-estruturada, todos os processos laboratoriais se tornam mais ágeis e eficientes. Unificar as tarefas também colabora para evitar possíveis erros — como um resultado de um exame entregue a outra pessoa por engano, por exemplo.

6. Armazenar exames e documentos para fortalecer a gestão laboratorial

Manter históricos e documentos de pacientes, seus diagnósticos e instituições de saúde é extremamente importante. Comparar resultados é algo que pode ajudar a identificar ou descartar possíveis patologias.

Além disso, analisar resultados laboratoriais permite a criação de relatórios, identificando pontos de melhoria e possíveis vulnerabilidades.

Com o auxílio de um sistema de gestão eficiente, pode-se armazenar informações relevantes e completas na nuvem e acessá-las sempre que houver necessidade.

Por lidar com uma grande quantidade de pessoas, procedimentos e exames ao longo de dias, semanas e meses, é preciso ter muita organização para não se perder. Nesse ponto, vale a pena modernizar e apostar em um sistema capaz de otimizar processos, desde a recepção até a saída do cliente faz toda a diferença no atendimento.

O sistema precisa fornecer o comprovante e a emissão de etiquetas, que otimizam a coleta e evitam a ocorrência de erros.

7. Fazer relatórios de apoio e gerenciamento do laboratório

Relatórios, planilhas, dados e índices são absolutamente necessários para que o gestor entenda e compreenda o andamento de seu negócio. Dessa forma, pode-se coletar e analisar dados do sistema, para entender quais são os pontos positivos e negativos do negócio, reforçando suas boas características e apostando em melhorias.

Investir no treinamento de suas equipes e utilizar a tecnologia a favor do negócio são ações essenciais para oferecer um atendimento diferenciado e uma experiência positiva para o seu público. Ao investir em boas práticas de gestão laboratorial, o negócio cresce e consegue prestar um serviço cada vez melhor para seus usuários.

Você gostou deste texto sobre a gestão laboratorial? Então aproveite a visita para assinar a nossa newsletter. Assim você receberá nossas próximas atualizações gratuitamente na caixa de entrada do seu e-mail!

Powered by Rock Convert

Deixar comentário.

Share This