metaverso na pandemia

Metaverso na Telefonia: como o smartphone proporciona essa experiência?

Que a tecnologia tem transformado a vida e o comportamento dos seres humanos não é novidade. Entretanto, estamos prestes a dar um salto nessa relação com as máquinas, criando uma outra realidade, literalmente.

Trata-se do metaverso, um sonho de Mark Zuckerberg de criar uma experiência diferenciada para os usuários da internet. Para isso, já desembolsou alguns bilhões para dar continuidade a esse projeto revolucionário.

A empresa de Zuckerberg, a Meta, anunciou investimento de alguns milhões de dólares em treinamento, aparelhos para ampliar a realidade virtual, desenvolvedores, criadores de conteúdo e pesquisadores que possam usar de suas habilidades para descobrir novas oportunidades no metaverso. Tudo isso, para que nos próximos 10 a 15 anos a população já esteja inserida no novo universo.

Não entende ainda o que é esse tal metaverso? Boa leitura.

O que é o Metaverso

O metaverso é a ideia de um novo universo digital, baseado na experiência sensorial dos usuários de celulares e computadores em que as pessoas terão um espaço realista, mas que ao mesmo tempo só existe eletronicamente e que permite as relações sociais, compras, jogos, entre outros.

A proposta é que se crie representações de cada persona e com vivência de uma vida digital diferenciada, através de óculos de realidade aumentada, vídeos imersivos e diversos outros objetos eletrônicos que tragam a sensação de realidade para o público.

Jamais poderíamos imaginar que algo como isso pudesse chegar as nossas mãos, mas agora tem sido cada vez mais frequente falar sobre isso e também mostrar os avanços que as empresas de Mark tem obtido neste processo.

Como surgiu?

Muitas pessoas se perguntam como surgiu uma ideia tão mirabolante quanto esta e por que os grandes empresários americanos acreditam tanto nesse novo projeto. A verdade é que existe uma história por trás, como tudo na vida.

Em 1990, um livro chamado Snow Crash foi publicado e nele consistia a história de um entregador de pizzas que dentro do universo virtual retratado, era um hacker. Essa publicação veio a tona ainda na década de 90, mas, nos anos 2000, surgiu o Ready Player One, que também relatava sobre as realidades virtuais.

Já o nome Metaverso, tem origem grega e significa “além do universo”, ou seja, o mundo que transborda limites, que destrói as barreiras físicas e que acontece dentro de dispositivos eletrônicos e da mente humana.

A ideia é revolucionar o mercado e traçar novos planos para a humanidade a partir disso. Os benefícios e malefícios dessa ideia ainda não podem ser mensurados, mas certamente impactarão diretamente o comportamento social e econômico das pessoas.

Como será?

No metaverso, as interações pessoais serão mais próximas da realidade, só que dentro do mundo digital. Será possível criar o seu próprio avatar e fazê-lo circular pelos ambientes criados virtualmente, utilizando óculos, fones de ouvido, microfones e futuramente dispositivos que promovam a inserção do toque.

Imagine-se dentro de uma atmosfera virtual em que você possa consumir conteúdo, fazer publicações, comprar e ainda ter visão 360 graus de tudo ao seu redor, com apenas um celular ou tablet nas mãos. Imaginou? Então é exatamente isso que é o Metaverso.

Tudo que você deve saber sobre agricultura digital em um só lugar!

Telefonia x Metaverso

A construção do metaverso ainda está em andamento, mas muito se pergunta sobre como será a inserção dos smartphones nesse processo. O que já se sabe até o momento é que o acesso aos diversos mundos digitais criados por essa nova tecnologia será sim feito por computadores e smartphones.

Logicamente haverão os dispositivos auxiliares para manter a experiência do usuário cem por cento completa, utilizando de quase todos os sensores da pessoa que utilizar. O objetivo é trazer a visão, o som e a sensação de realmente estar em um espaço paralelo.

O smartphone será um dos principais utensílios tecnológicos que proporcionará ao consumidor a experiência de entrar em jogos, filmes ou participar de reuniões como se de fato estivesse naquele momento em um espaço físico. Ou seja, o aparelho servirá como potencializador da experiência digital.

Das redes sociais que trazem entretenimento, até mesmo o espaço fitness de dança ou as aulas de marketing que o usuário pode ver do sofá de casa, serão levadas a experiência máxima de vivenciar algo diferente do que estamos acostumados nos dias atuais.

A evolução tecnológica promete trazer o usuário ainda mais para o mundo virtual, em detrimento das experiências físicas que ele pode exercer ao sair de casa, como ir a um bar, academia ou sala de aula convencional.

Reflexos sociais

Não há comprovação alguma sobre como o metaverso irá agir dentro da mente e do comportamento das pessoas. No entanto, muitos especialistas ao redor do mundo já fazem determinadas previsões sociais a cerca desse novo movimento tecnológico da humanidade.

A projeção é que a internet entre ainda mais na casa de todas as pessoas, alcançando um nível ainda maior de usuários. A nova realidade pode trazer menos interações reais, de forma que as pessoas fiquem presas em casulos virtuais.

Será dificil voltar a realidade do mundo diante de tantas possibilidades de vivência virtual e isso pode afetar de maneira direta o psicológico das pessoas, que pode causar aumento do nível de ansiedade.

No entanto, essas afirmações são apenas previsões que podem ou não acontecer. Tudo dependerá de como o metaverso funcionará de fato e a rapidez com que esse processo seja absorvido pelos usuários.

Preparação para o metaverso na telefonia

Se os humanos estão preparados não dá para saber ainda. Entretanto, se a sua dúvida é se temos tecnologia suficiente para alcançar e sustentar tamanho projeto tecnológico. A resposta é SIM.

Os aparelhos tecnológicos que temos, especialmente os smartphones estão perfeitamente preparados para receber o futuro metaverso, já que contamos com uma infinidade de funções e sistemas que hoje funcionam perfeitamente.

O fato é que se hoje conseguimos trocar mensagens instantâneas, em tempo real e ao mesmo tempo ouvir e ver pessoas a quilômetros de distância apenas com um celular, certamente conseguiremos alcançar outras sensações com este mesmo aparelho.

Esse conteúdo foi útil para você? Então, siga-nos nas redes sociais para ter acesso em primeira mão a mais informações enriquecedoras sobre tecnologia e negócios.

Confira as tendências em gestão data-driven e como usar dados na tomada de decisão

Quer saber mais sobre atendimento ao cliente e interações digitais?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.