Onde investir para aprimorar a infraestrutura de TI?
Tecnologia da Informação

Onde investir para aprimorar a infraestrutura de TI?

Escrito por Leucotron

Tanto no aspecto operacional quanto estratégico, a tecnologia tem hoje um papel fundamental nas organizações. Ela não é um mero acessório que faz as empresas parecerem atuais, mas um fator imprescindível para estabelecer diferenciais competitivos. No entanto, para que ela cumpra a sua função, a infraestrutura de TI precisa ser compatível com as demandas do negócio, exigindo investimentos.

Aquisição de equipamentos, assinatura de serviços em nuvem, contratação de outsourcing — muitos gestores veem seus negócios destinando parcelas significativas de seu orçamento em recursos cuja relevância e impacto eles nem sempre conseguem mensurar.

Como evitar esse problema? Existem critérios para investir na infraestrutura de TI de forma certeira, proporcionando condições para que a empresa cumpra as metas de performance exigidas? Que pontos devem ser considerados no momento da escolha ou aquisição?

Se você também tem essas dúvidas, este post vai ajudá-lo. Vamos explicar cinco critérios importantes para fazer com que o TI da sua organização contribua para a sua escalada de sucesso. Acompanhe!

A importância da infraestrutura de TI

Antes de iniciarmos, vale a pena lembrar que a infraestrutura de TI abrange todos os recursos tecnológicos que uma empresa pode utilizar para melhorar a qualidade de seus processos. Não se trata apenas de computadores, softwares e plataformas, mas de todo tipo de aparato tecnológico.

Esses recursos são capazes de aumentar a eficiência na gestão, possibilitar a mobilidade, agilizar as decisões ou o atendimento ao cliente, entre outros benefícios. No mercado há recursos para a maioria das empresas e também para setores específicos, fazendo com que eles adquiram diferenciais competitivos importantes.

5 dicas para acertar nos investimentos em infraestrutura de TI

Fizemos uma seleção dos principais critérios para escolher os investimentos na infraestrutura de TI mais significativos para o seu negócio. Confira!

1. Comece pelo mais simples

A área de TI é bastante complexa e, a todo momento, surgem inúmeras novidades. Embora muitas empresas tenham um gestor responsável pelo departamento, nem sempre os seus outros diretores sabem avaliar o impacto de determinados investimentos no dia a dia da organização.

Uma boa dica para o seu planejamento de TI é começar por aspectos simples. Isso significa que é preciso repensar as ações cotidianas e buscar soluções tecnológicas para aumentar a eficiência delas ao mesmo tempo em que reduz os custos. Isso já faz uma boa diferença.

Quer pensar em um exemplo prático? Vamos falar um pouco da telefonia das organizações, então. Por mais que haja inúmeros recursos, as pessoas continuam usando chamadas telefônicas para a comunicação instantânea e a tomada de decisões em tempo real.

Portanto, mesmo que a telefonia seja um aspecto muito simples, ela é essencial. Contar com tecnologia obsoleta nessa área ou arcar com custos maiores que os necessários diante das soluções atuais do mercado causa um impacto negativo sobre os resultados e a lucratividade do negócio.

2. Busque soluções escaláveis

O objetivo dos gestores é fazer um negócio crescer. Mas esse aumento do faturamento é resultado de uma ampliação nas demandas internas e externas, que precisam ser devidamente atendidas pela infraestrutura oferecida.

Por esse motivo, o investimento em TI precisa ser feito de forma consciente, buscando soluções adequadas não somente para as necessidades imediatas. Deve haver uma preocupação com as necessidades geradas a médio e longo prazo — de acordo com especialistas, é interessante pensar em prazos entre 8 e 10 anos.

Uma boa alternativa é buscar soluções escaláveis, que possam ser ampliadas e expandidas à medida que o seu negócio conquista espaço no mercado. Pense que a sua empresa terá mais clientes, mais funcionários, mais usuários para os seus sistemas, mais dados processados.

Esse conjunto de acréscimos exige recursos que sejam capazes de atender a essa demanda e acessíveis a esse público expandido. Eles não só devem estar disponíveis, mas todos os usuários precisam utilizá-los sem dificuldade.

3. Aposte em alternativas intuitivas

Mesmo que não seja o core business — ou o foco dos negócios — de uma empresa, hoje, a tecnologia é essencial para grande parte de suas operações. Ela é usada desde a recepção da organização até os seus processos mais complexos, as ferramentas para gestão e a análise de dados.

A tendência é que essa importância se acentue. Portanto, pense que, em pouco tempo, todos os funcionários da empresa, mesmo os que não utilizam a tecnologia hoje, precisarão fazer isso para alguma de suas tarefas.

Por isso, um dos requisitos para a escolha de investimento é justamente a interface intuitiva. Quando a sua equipe consegue usar um recurso e explorar todas as suas funcionalidades sem grandes dificuldades ou necessidade de um extenso treinamento, esse é um ótimo sinal.

Se a organização não toma esse cuidado, ela arca com diversos prejuízos. O primeiro é que, se o uso do recurso exige uma grande carga de conhecimentos que os seus funcionários não têm, ele será subutilizado ou sujeito a erros que inviabilizam o seu bom aproveitamento.

4. Pesquise as soluções existentes no mercado

Produto certo e fornecedor confiável — esses dois critérios são imprescindíveis para um investimento certeiro em infraestrutura de TI. Conhecendo as necessidades do negócio, faça uma pesquisa minuciosa no mercado para encontrar os produtos mais apropriados para atender a essa demanda.

É preciso conversar com os gestores de cada área, garantindo que cada um deles expresse e identifique quais processos precisam de melhorias por meio da tecnologia. Faça esse levantamento e descubra, até mesmo, como os seus concorrentes resolvem esses gargalos.

Depois desse passo, recorra a profissionais que possam analisar se os requisitos técnicos são realmente compatíveis com o desempenho esperado.

5. Fique atento à reputação dos fornecedores

Quando se fala em TI, a compra não é o fim do processo. É possível que a sua empresa precise de apoio para a implementação e o treinamento dos funcionários, além de suporte.

Por isso, cheque não só se a empresa oferece o melhor produto e cumpre seu prazo de entrega. Investigue, junto aos atuais clientes, se ela é prestativa diante da necessidade de assistência e exija que as especificações sobre o suporte sejam descritas em contrato.

E agora, está preparado para investir em sua infraestrutura de TI com segurança? Gostou das dicas? Quer acompanhar outros conteúdos sobre como fazer da tecnologia um diferencial competitivo para a sua organização?

Então, não perca tempo! Siga a Leucotron no Facebook, Twitter, Google+, LinkedIn e YouTube e acompanhe o surgimento de novidades relacionadas à área. Nos encontramos por lá!

Powered by Rock Convert

Deixar comentário.

Share This