Afinal, como funciona a governança em TI na prática?
Gestão de Empresas

Afinal, como funciona a governança em TI na prática?

Escrito por Leucotron

Você já ouviu falar de governança em TI? Se não, está na hora de saber mais sobre este conceito, cada vez mais importante para as empresas em todo o mundo. Afinal de contas, a Tecnologia da Informação vem se tornando uma das áreas mais estratégicas das organizações e estar por dentro de seus conceitos e novidades é fundamental para todos os profissionais.

Como você já sabe, a informação é um dos ativos mais valiosos das empresas, hoje em dia. Perder qualquer dado pode representar um prejuízo milionário e a má gestão das informações pode levar organizações inteiras à falência. E a governança em TI tem um papel fundamental nessa questão.

Neste post, vamos falar tudo sobre esse conceito e apresentar de que forma você, como profissional de TI, pode e deve implementá-lo na empresa em que você trabalha. Para isso, vamos apresentar também o conceito de governança corporativa e como tudo isso está interligado para o sucesso da organização.

O que é a governança corporativa?

Como já dissemos, para que você possa entender o que é a governança em TI, primeiramente é preciso conhecer o conceito de governança corporativa. Trata-se de uma forma de administração baseada na transparência, respeito aos valores, direcionamento estratégico e comunicação clara com todos os stakeholders.

A governança corporativa começou a ganhar força no mercado no início da década de 2000. Nessa época, houve o escândalo da Enron, uma companhia enérgica dos Estados Unidos. Com cerca de 21 mil empregados e faturamento declarado de 101 bilhões de dólares, a companhia decretou falência sem aviso prévio, fazendo com que investidores perdessem os recursos de uma vida, aplicados em ações da empresa.

A explicação para o problema foi o processo de fraudes nos balancetes da organização, com a conivência de bancos e empresas de auditorias. A Enron escondia um acúmulo de 25 bilhões de dólares em dívidas.

A partir daí, as empresas americanas foram obrigadas a implantar um sistema de governança corporativa. Isso faria com que a administração das organizações passasse a ser dirigida e monitorada com base no relacionamento entre todos os seus públicos. O objetivo era garantir a segurança dos acionistas por meio da transparência na divulgação das informações, no acesso ao capital financeiro e na independência do conselho fiscal, contribuindo para a sua perenidade no mercado.

Até mesmo empresas familiares, cujas informações ficavam restritas aos membros do alto escalão passaram pelo processo, permitindo a entrada de novos acionistas no comando.

Qual é o papel da governança em TI?

Como você viu acima, a governança corporativa funciona com base na transparência e disponibilidade das informações. E, para isso, o papel da Tecnologia da Informação é fundamental, já que é essa área que atua para garantir que o processo funcione da melhor maneira possível.

A governança em TI, portanto, é a responsável por garantir que as informações estejam disponíveis para dar suporte ao processo de governança corporativa, integrando os setores e proporcionando o embasamento para a tomada de decisões da alta cúpula da organização.

Isso significa que esses dois conceitos não são iguais, mas estão intimamente relacionados. De fato, sem a governança em TI, não é possível que haja a governança corporativa.

Como a governança em TI funciona na prática?

A governança em TI é feita com base em um conjunto de políticas e processos internos que garantem a transparência e eficiência das informações. É por meio dela que os membros da alta cúpula conseguem basear o seu processo de tomada de decisões, com o objetivo de que tudo seja feito para que a organização não perca o rumo do seu direcionamento estratégico.

A política de Tecnologia da Informação, base da governança em TI, deve possuir alguns capítulos que são obrigatórios. Veja o que não pode ficar de fora da sua política:

  • gestão de riscos: o risco é inerente a qualquer atividade realizada pelas empresas. Mas ele precisa ser constantemente monitorado para que os membros da organização possam agir a tempo de corrigir os eventuais problemas que podem ocorrer;

  • entrega de valor: a TI precisa garantir que seus benefícios sejam entregues de forma a serem devidamente executados em todos os setores da organização;

  • alinhamento estratégico: as práticas e soluções de TI devem estar alinhadas a todos os objetivos estratégicos da empresa. Caso contrário, a governança em TI torna-se ineficiente;

  • gestão de recursos: os recursos necessários para que a TI preste seus serviços devem ser geridos da forma mais eficaz. Isso vale tanto para os recursos tecnológicos quanto para os recursos humanos, que operacionalizam os sistemas;

  • mensuração de desempenho: todos os projetos e processos devem ser mensurados, para que seus objetivos sejam alcançados.

Exemplo prático de Governança em TI

O melhor exemplo de governança em TI é a implantação de um processo que dê transparência à tomada de decisões quando o assunto é a priorização de demandas da TI. Para que você saiba quais são as necessidades mais ligadas à estratégia da empresa, é necessário que essas informações estejam sempre à sua mão, favorecendo a tomada de decisões estratégicas.

Dessa forma, a primeira providência para o estabelecimento da governança em TI é o estabelecimento de uma política, que deve contemplar todos os tópicos listados acima, de modo a favorecer a circulação das informações internamente.

Essa política deve ser conhecida por todos os stakeholders, pois ela faz parte da garantia de credibilidade que qualquer empresa que opta por processos de governança corporativa precisa oferecer ao seu público-alvo estratégico.

Claramente, a Tecnologia da Informação é uma área que deixou de ser apenas a responsável por manter sistemas funcionando o tempo todo na empresa. A área ganhou importância, na medida em que toda a organização deve caminhar junta, em direção aos objetivos estratégicos desenhados pela alta cúpula. Sem a governança em TI, isso não é possível.

Portanto, se a empresa em que você trabalha já está iniciando seu processo de migração para a governança corporativa, é hora de a Tecnologia da Informação se preparar para embasar o trabalho. O seu papel será fundamental para o sucesso da operação.

Entendeu como funciona a governança em TI na prática? Caso queira saber mais sobre este e outros assuntos relacionados, assine a nossa newsletter e receba conteúdo exclusivo diretamente na sua caixa de e-mail.

Sobre o autor

Leucotron

Deixar comentário.

Share This