o que é data driven

O que é data driven e como ela pode melhorar o atendimento?

Para entender o que é data driven, é preciso primeiro compreender o seu significado. O termo tem origem inglesa e significa “orientado por dados”, sendo utilizado sempre que uma empresa embasa a sua tomada de decisão em dados inteligentes que foram capturados e processados por soluções tecnológicas.

As ações realizadas pelos colaboradores e líderes são muito relevantes para o sucesso das organizações em nossos dias. Neste artigo, você vai descobrir o que é data driven, como funciona e qual é a importância do seu gerenciamento para otimizar o atendimento ao cliente.

Você também vai conferir quais são as principais ferramentas que ajudam na aplicação do método, como ser mais data driven no atendimento e como utilizar os dados com estratégia e responsabilidade.

Quer compreender a importância da gestão data driven? Então não deixe de acompanhar o conteúdo.

O que é data driven?

Data driven é um método ou um conceito que envolve o cruzamento de informações para análises preditivas eficazes. Por meio de seus princípios, os gestores obtêm um conhecimento mais aprofundado do mercado e do negócio que estão gerenciando. Desse modo, conseguem atuar com muita eficiência em prol dos interesses das empresas.

Também pode-se dizer que data driven é uma cultura utilizada para analisar os dados e criar estratégias que serão aplicadas em curto, médio e longo prazo para o sucesso de uma organização. O conceito possibilita a criação de ações de marketing centralizadas nos desejos dos clientes, bem como a oferta de uma boa experiência do consumidor, por exemplo.

Com o uso de ferramentas tecnológicas que capturam os mais variados dados, ser data driven possibilita aos empresários ter uma ideia precisa sobre o seu negócio. Por esse motivo, uma gestão data driven não tem nada em comum com modelos convencionais de administração que baseavam suas decisões apenas na intuição ou no conselho de especialistas.

Como o data driven funciona?

Os setores que estão atuando nos bastidores fornecem suporte para todos os processos e são responsáveis pelas informações valiosas. O data driven funciona como uma ferramenta que exige dos profissionais o embasamento de suas escolhas nas informações obtidas. Sendo assim, os dados passam a ser extremamente relevantes e abarcam todos os departamentos que trabalham com os consumidores ou potenciais clientes.

Se os dados fornecidos estiverem corretos, os atendimentos serão mais rápidos e os colaboradores terão mais segurança para fazer tratativas e atender aos anseios dos consumidores. Nesse sentido, os gestores continuam sendo os responsáveis pelas decisões, mas conseguem delegar parte dos processos à sua equipe e monitorar o desempenho do time.

O data driven serve para atender às necessidades do público da melhor maneira, pois depende de tecnologias inteligentes que buscam dados de fontes confiáveis, mapeiam os processos, analisam as etapas e indicam melhorias. O método aponta métricas importantes que ajudam na identificação das falhas, na elaboração de ações corretivas e na alavancagem das vendas.

Por que implementar uma cultura data driven?

Confira, agora, alguns resultados que a sua empresa pode perceber ao investir em uma cultura data driven.

Redução de custos

Um dos benefícios mais imediatos que podem ser percebidos pela empresa é a redução dos custos. Isso porque uma tomada de decisão fundamentada em dados evita que erros sejam cometidos. Nesse sentido, é possível identificar gargalos, otimizar recursos humanos e materiais, otimizar processos e alcançar melhores resultados.

Aumento das vendas

A orientação por dados ainda permite entender profundamente a jornada de compra do seu cliente. Desse modo, a partir de uma análise sobre o comportamento do consumidor, é possível personalizar ações de marketing de acordo com os interesses e as necessidades específicas do usuário. Isto, é claro, permite alavancar as vendas e construir a estratégia ideal para o negócio.

Identificação de riscos e oportunidades

Outra vantagem de implementar uma cultura data driven é a capacidade de antecipar ameaças ao seu negócio diante das adversidades do mercado ou da própria gestão interna. Por meio da coleta e análise de dados, ainda é possível reconhecer padrões e tendências de modo a aproveitar momentos oportunos para alavancar a empresa.

Determinação do ROI

Por fim, cabe mencionar a facilidade de determinar o Retorno Sobre Investimento (ROI) em uma gestão fundamentada em dados. É comum que algumas organizações não consigam estipular essa métrica diante da ausência de informações precisas. Uma cultura data driven, por outro lado, permite calcular o quanto cada ação resultou em lucro ou prejuízo.

Quais ferramentas ajudam no data driven?

Várias tecnologias ajudam na aplicação do conceito data driven, já que os dados precisam ser coletados, organizados e interpretados para depois serem repassados aos profissionais responsáveis. Veja a seguir algumas ferramentas que normalmente são utilizadas pelas empresas que aplicam essa cultura para aprimorar os seus procedimentos.

Big Data

Big Data é uma ferramenta que já é bastante conhecida no mercado porque auxilia os gestores ao realizar o cruzamento dos dados nas organizações. Ela garante que os gerentes e administradores acessem informações relevantes como checkouts, feedbacks, leads e contatos de potenciais clientes. A sua principal vantagem é a velocidade na atualização dos dados.

Essa solução captura um grande volume e uma variedade enorme de informações sobre o negócio. Para os gestores, isso é essencial para guiar suas condutas e facilitar a criação de estratégias inovadoras. Contudo, para que os dados capturados gerem resultados, eles devem ser analisados de forma correta e aplicados de modo adequado.

Business Intelligence

Business Intelligence (BI) também é uma ótima alternativa para buscar dados, visto que o significado desses termos é “inteligência empresarial”. Ferramentas de BI são úteis para os setores de suporte, marketing, vendas, recursos humanos, administração entre outros. Elas mostram vantagens que podem ser aplicadas nas estratégias de negócios, otimizam processos e operações e propiciam o crescimento da marca no mercado.

Como ser mais data driven no atendimento?

Para ser mais data driven na gestão do atendimento, é necessário fazer uso dos dados capturados para gerar ações mais precisas. Isso será possível se a empresa fizer a implementação das tecnologias certas para auxiliar nas técnicas de vendas, utilizar as ferramentas mais adequadas e treinar as equipes para que assimilem a nova cultura.

Observe abaixo o que pode ser feito para que a sua organização seja mais data driven.

Estabeleça os seus objetivos

Para ser data driven no atendimento, é preciso, em primeiro lugar, ter clareza sobre o lugar no qual a sua empresa deseja chegar. Afinal, a análise de dados está intimamente ligada ao planejamento estratégico do negócio. Entre as metas, por exemplo, é possível elencar o crescimento da organização no mercado, que depende da satisfação do cliente.

Neste caso, será possível aplicar as ferramentas de coleta e cruzamento de dados para identificar quais são as principais falhas no atendimento e no que é preciso melhorar para alcançar os resultados desejados.

Utilize os dados com estratégia e responsabilidade

Os colaboradores devem estar alinhados à proposta de geração de dados, e os gestores precisam utilizá-los em suas decisões. Portanto, use as informações coletadas pelas soluções tecnológicas com estratégia e responsabilidade.

Organize os processos, as métricas e as estratégias para que fique mais fácil orientar as escolhas que produzirão impactos positivos para a empresa. Mantenha o foco nos aspectos mais importantes, colete os dados e defina uma abordagem para filtrá-los de acordo com os objetivos da empresa. Depois, faça uma análise para obter mais segurança nas suas decisões, já que a sua responsabilidade será potencializada pela certeza de estar fazendo o que é melhor para os negócios.

Invista no treinamento dos colaboradores

Quando se fala em cultura organizacional, é preciso ter em mente que isso demanda uma mudança profunda na mentalidade de todos os colaboradores e na forma como os processos são guiados no negócio. Nesse sentido, investir em treinamento é fundamental para distribuir essas informações para os setores e contar com o apoio de todos os líderes nesta nova abordagem.

Sendo assim, não deixe de investir na formação da sua equipe de forma contínua e periódica. Tenha em mente, no entanto, que para aplicar os conhecimentos adquiridos e colocá-los em prática, os colaboradores também precisam de uma estrutura adequada para a coleta de dados. Para tanto, o investimento em tecnologia é fundamental, como veremos melhor a seguir.

Conte com o auxílio da tecnologia

Acredite: não tem como ser data driven sem contar com o auxílio da tecnologia. Além de Big Data e Business Intelligence, a sua empresa poderá usar as redes sociais e adquirir um sistema CRM (Customer Relationship Management, ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) ou ERP (Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos Empresariais).

Um sistema integrado de gestão empresarial é uma excelente opção para utilizar de maneira apropriada os dados viabilizados pelo data driven. Ele vai ser relevante para a mensuração das métricas e elaboração de diagnósticos e direcionamentos referentes às melhorias essenciais. Os relatórios emitidos pelas soluções minimizam erros e apontam novos caminhos.

Entender o que é data driven e como o conceito funciona na prática é fundamental para aperfeiçoar as ações que colocam os colaboradores em contato direto ou indireto com o público. Nesse sentido, é importante que todos os envolvidos nas rotinas da empresa mantenham essa cultura para alcançar vantagem competitiva no mercado e superar a concorrência.

Para que isto ocorra, algumas ações são necessárias, como a promoção de treinamentos, o alinhamento do planejamento estratégico e o investimento em tecnologias adequadas para coletar, armazenar e interpretar dados.

E então? Gostou do conteúdo? Agora que você já sabe como implementar uma cultura data driven para melhorar o atendimento, não deixe de conhecer as soluções da Leucotron para o seu negócio. Entre em contato com a nossa equipe agora mesmo.

ta driven, como funciona e qual é a importância do seu gerenciamento para otimizar os atendimentos. Neste conteúdo, também vai conferir quais são as principais ferramentas que ajudam na aplicação do método, como ser mais data driven no atendimento e como utilizar os dados com estratégia e responsabilidade.

Quer compreender a importância da gestão data driven para melhorar o atendimento? Siga em frente na leitura deste conteúdo!

O que é data driven?

Data driven é um método ou um conceito que envolve o cruzamento de informações para que sejam efetuadas análises preditivas eficazes. Por meio de seus princípios, os gestores obtêm um conhecimento mais aprofundado do mercado e do negócio que estão gerenciando. Consequentemente, os profissionais conseguem atuar com muita eficiência em prol dos interesses das empresas.

Também pode-se dizer que data driven é uma cultura utilizada para analisar os dados e criar estratégias que serão aplicadas em curto, médio e longo prazo para o sucesso de uma organização. O conceito possibilita a criação de ações de marketing centralizadas nos desejos dos clientes, bem como a oferta de excelentes experiências aos consumidores, por exemplo.

Com o uso de ferramentas tecnológicas que capturam os mais variados dados, ser data driven possibilita aos empresários ter uma ideia precisa sobre o seu negócio. Por esse motivo, uma gestão data driven não tem nada em comum com modelos convencionais de administração que baseavam suas decisões em intuição ou conselho de especialistas.

Como o data driven funciona?

Os setores que estão atuando nos bastidores fornecem suporte para todos os processos e são responsáveis pelas informações valiosas. O data driven funciona como uma ferramenta que exige dos profissionais o embasamento de suas escolhas nas informações obtidas. Sendo assim, os dados passam a ser extremamente relevantes e abarcam todos os departamentos que trabalham com os consumidores ou potenciais clientes.

Caso os dados fornecidos estejam corretos, os atendimentos serão mais rápidos e os colaboradores terão mais segurança para fazer tratativas e atender aos anseios dos clientes. Os gestores continuam sendo os responsáveis pelas decisões, mas consegue delegar parte dos processos à sua equipe e monitorar o desempenho do time.

O data driven serve para atender às necessidades do público da melhor maneira, pois depende de tecnologias inteligentes que buscam dados de fontes confiáveis, mapeiam os processos, analisam as etapas e apontam melhorias. O método aponta métricas importantes que ajudam na identificação das falhas, na elaboração de ações corretivas e na alavancagem das vendas.

Quais ferramentas ajudam no data driven?

Várias tecnologias ajudam na aplicação do conceito data driven, já que os dados precisam ser coletados, organizados e interpretados para depois serem repassados aos profissionais que são beneficiados pelas informações. Veja a seguir algumas ferramentas que normalmente são utilizadas pelas empresas que aplicam o conceito para aprimorar os seus procedimentos!

Big Data

Big Data é uma ferramenta que já é bastante conhecida no mercado porque auxilia os gestores ao realizar o cruzamento dos dados nas organizações. Ela garante que os gerentes e administradores acessem informações relevantes como checkouts, feedbacks, leads e contatos de potenciais clientes. A sua principal vantagem é a velocidade na atualização dos dados.

Essa solução captura um grande volume e uma variedade enorme de dados sobre o negócio. Para os gestores, essas informações são essenciais para guiar suas condutas e facilitar a criação de estratégias inovadoras. Contudo, para que os dados capturados gerem resultados, eles deverão ser analisados de forma correta e aplicados de modo adequado.

Business Intelligence

Business Intelligence (BI) é uma ótima alternativa para buscar dados, visto que o significado desses termos é “inteligência empresarial”. Ferramentas de BI são úteis para os setores de suporte, marketing, vendas, recursos humanos, administração e muito mais. Elas mostram vantagens que podem ser aplicadas nas estratégias dos negócios, otimizam processos e operações e propiciam o crescimento da marca.

Como ser mais data driven no atendimento?

Para ser mais data driven na gestão do atendimento, é necessário fazer uso dos dados capturados para gerar ações mais precisas. Isso será possível se a empresa fizer a implementação das tecnologias certas que auxiliarão nas técnicas de vendas, utilizar as ferramentas certas e treinar as equipes para que assimilem a nova cultura. Observe abaixo o que pode ser feito para que a sua organização seja mais data driven!

Utilize os dados com estratégia e responsabilidade

Os colaboradores deverão estar alinhados à proposta de geração de dados, e os gestores precisam utilizá-los em suas decisões. Utilize as informações coletadas pelas soluções tecnológicas com estratégia e responsabilidade. Organize os processos, as métricas e as estratégias para que fique mais fácil orientar as suas escolhas que produzirão impactos positivos para a empresa.

Mantenha o foco nos aspectos mais importantes, colete os dados e defina uma abordagem para filtrá-los de acordo com os objetivos da empresa. Depois, faça uma análise para obter mais segurança das suas decisões, já que a sua responsabilidade será potencializada pela certeza de estar fazendo o que é melhor para os negócios.

Conte com o auxílio da tecnologia

Acredite: não tem como ser data driven sem contar com o auxílio da tecnologia. Além de Big Data e Business Intelligence, a sua empresa poderá usar as redes sociais e adquirir um sistema CRM (Customer Relationship Management, ou Gestão de Relacionamento com o Cliente) ou ERP (Enterprise Resource Planning, ou Planejamento de Recursos Empresariais), por exemplo.

Um sistema integrado de gestão empresarial é uma excelente opção para utilizar de maneira apropriada os dados possibilitados por data driven. Ele vai ser relevante para mensuração das métricas e elaboração de diagnósticos e direcionamentos referentes às melhorias essenciais. Os relatórios emitidos pelas soluções minimizam erros e apontam novos caminhos.

Compreendeu o que é data driven e como o conceito pode melhorar o atendimento ao cliente? A gestão data driven é muito importante para aperfeiçoar as ações que coloca os colaboradores em contato direto ou indireto com o público. Por isso, todos os envolvidos nas rotinas da empresa precisam manter essa cultura para alcançar vantagem competitiva e superar a concorrência.

Caso ainda tenha dúvidas sobre como utilizar data driven para criar estratégias mais detalhadas, confira nesse artigo 7 motivos para sua empresa investir em Business Intelligence.

Confira tudo o que você precisa saber sobre cloud computing

Quer saber mais sobre atendimento ao cliente e interações digitais?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.