chatbot humanizado

Saiba como ter um chatbot humanizado

Que um bom atendimento é fundamental para o sucesso de qualquer negócio, já é de conhecimento de todos. A comunicação no meio digital está evoluindo cada vez mais e trazendo soluções que facilitam a vida do cliente, por isso é importante que as empresas estejam atentas a essas inovações.

A comunicação correta é essencial para um bom atendimento e é o diferencial para a empresa. Com a era da internet, o serviço de atendimento acabou abrangendo não só a região que a empresa está estabelecida, mas também o país todo e, dependendo do setor, para outras partes do mundo.

Para fazer funcionar esse atendimento, é fundamental que ele seja eficaz e de qualidade, e isso é possível com o uso do chatbot humanizado. Assim, seu consumidor terá a sensação de que está falando com uma pessoa, e não com um robô, gerando aproximação com a marca e fidelização.

Neste post, você entenderá o que é um chatbot humanizado e como implementá-lo em sua empresa. Ficou interessado no assunto? Continue aqui e entenda quais estratégias adotar para ter um chatbot humanizado em seu negócio. Acompanhe.

O que é um chatbot?

O chatbot é um software voltado para a conversação. Ele é um robô programado para responder mensagens e agilizar o atendimento ao cliente antes de repassá-lo para uma conversa com uma pessoa real, caso seja necessário.

Assim, o chatbot auxilia na comunicação com o cliente por meio de respostas programadas, sem precisar que um funcionário seja deslocado apenas para essa demanda.

Dessa forma, a empresa ganha eficiência com a melhor alocação dos seus colaboradores e consegue atender o sua público de forma ágil, distribuindo seus insumos de produção da melhor forma possível.

O que é um chatbot humanizado?

Quanto mais humana essa ferramenta de comunicação parecer, mais ligação ela criará com o cliente, gerando a sua fidelização.

Essa humanização do software é feita seguindo alguns fatores como:

  • usando abordagem personalizada;
  • personificando o bot (um exemplo são os avatares das empresas, como a Lu do Magalu);
  • adaptando a linguagem aos seu público.

Um bot específico para a sua demanda de clientes facilitará a criação de vínculo entre eles e a sua marca. Para fazer isso, é necessário que se invista em pesquisas que identifiquem a persona com quem a empresa fala.

Dessa forma, será possível encontrar o tom de voz adequado para o bot, a melhor imagem a ser usada caso seja criado um avatar e a linguagem específica que gerará reconhecimento entre o cliente e a marca.

Percebeu como não é só colocar um bot para responder o chat da sua empresa? É importante criar identificação com o cliente, reforçando o branding da marca. Não é só focar na otimização dos recursos da empresa, mas sim em trazer valor para o seu cliente, pois é isso que irá fidelizá-lo.

Tudo que você deve saber sobre agricultura digital em um só lugar!

Como ter um chatbot humanizado?

Já mostramos anteriormente os fatores essenciais para a humanização do bot. Neste tópico, aprofundaremos o assunto a fim de que você entenda como ter um chatbot humanizado. Acompanhe.

Adapte o tom de voz do chatbot

Conhecendo a sua rede de consumidores, você saberá qual tom usar no bot. Afinal, um público mais informal permite que se use uma linguagem com mais coloquialismo, por exemplo, ou até mesmo com a inserção de regionalismo se for uma marca local.

Já um público com uma pegada mais formal exige que o tom da conversa siga a mesma linha. Portanto, conheça os consumidores da sua marca para adequar da melhor maneira o tom de voz do chatbot que vai atendê-los. Assim, você aproximará a empresa e seus clientes, gerando identificação.

Proporcione agilidade no atendimento

De nada adianta ter um bot para atender à sua demanda de clientes se ele não traz agilidade nem soluciona o problema do consumidor do seu produto ou serviço. Para evitar a evasão no atendimento, é fundamental que ele seja feito de forma ágil e direta, ou seja, sem muita enrolação.

O bot precisa ter perguntas e respostas simples e objetivas, mas sem parecerem robóticas e frias, porque isso também faz com que as pessoas abandonem o chat e procurem outros canais de comunicação.

Mantenha uma rotina de testes de fluxo de conversas e confira suas métricas

É importante que você esteja sempre testando o fluxo de conversas que seu chatbot é capaz de responder. Sabemos que as necessidades dos clientes mudam com o passar do tempo, por isso é importante realizar esses testes a fim de melhorar a linguagem para atender à demanda atual dos seus consumidores.

Essa checagem do software de conversação também é necessária para conferir se não há algum bug acontecendo. Portanto, mantenha uma rotina de testes do bot e faça sempre o acompanhamento das métricas para determinar se ele precisa ser mudado ou não.

Como implementar um chatbot humanizado na empresa?

Com as dicas que trouxemos, você já sabe o que seu bot precisa ter. Agora, entenda o que precisa ser feito para a implementação do chatbot humanizado na sua empresa.

Primeiramente, é fundamental que você escolha o chatbot adequado às necessidades do seu negócio. Para isso, procure uma prestadora de serviço de confiança e que tenha credibilidade no mercado.

Depois, serão construídas as conversas, e é nessa fase que acontece a aplicação das pesquisas feitas para descobrir o tom de voz que mais se adéqua à sua demanda de clientes.

Posteriormente, serão realizados testes a fim de determinar a fluidez e se não há a presença de bugs, além de checar se as respostas estão adequadas. Com todo o software rodando corretamente, ele é disponibilizado para uso.

Como você pode ver, o chatbot humanizado agiliza o atendimento, melhorando a experiência do cliente com a marca e auxiliando na sua fidelização. Por isso, é importante contratar uma empresa especializada para a criação e implementação do bot a fim de que interação do software com o cliente aconteça de forma eficiente.

Gostou desse conteúdo e quer saber mais sobre o assunto? Então, aproveite e confira nosso post sobre como planejar a interação do chatbot com o seu consumidor.

Confira as tendências em gestão data-driven e como usar dados na tomada de decisão

Quer saber mais sobre atendimento ao cliente e interações digitais?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.