tipos de pabx

Tipos de PABX: a diferença entre o analógico, digital, IP e híbrido

As centrais telefônicas, conhecidas no mundo corporativo como PABX, são equipamentos que convergem toda a comunicação interna e externa da empresa. Há diversos tipos desse equipamento, podendo gerar benefícios maiores ou menores dependendo do que a empresa deseja.

A tendência é que as organizações priorizem a transformação digital nos seus negócios e adotem as inovações em telecomunicação. Atualmente, há 5 tipos de PABX no mercado. Quer descobrir qual desses é o mais adequado para o seu empreendimento? Confira as dicas e informações sobre eles que separamos a seguir!

O que é o PABX?

Uma boa comunicação é um fator imprescindível para o sucesso de qualquer negócio. Contudo, existem diversas falhas na área de telefonia que afetam a produtividade, levando a resultados abaixo do esperado. Para os gestores e empreendedores que querem melhorar o desempenho dos processos de rotinas organizacionais, a plataforma de PABX (Private Automatic Branch Exchange) é a escolha ideal.

Esse serviço surge para suprir os gaps que são comuns à telefonia padrão, integrando linhas e ramais e oferecendo maior organização e eficiência à interação entre os colaboradores e também com o público externo. Essa melhora de desempenho gerada pelo serviço de telefonia PABX traz resultados positivos, significando um investimento de qualidade em sua organização.

Entenda funciona o sistema PABX

A plataforma atua como uma central telefônica: a partir de uma única linha, é possível realizar chamadas simultâneas. Esse serviço viabiliza ramais para que seja feita a comunicação interna, entre os departamentos, e também distribui as ligações externas.

Para fazer uma ligação interna, basta que o colaborador digite os números do ramal. Para as ligações externas, é necessário digitar o zero antes do número de telefone (ou o número definido pela empresa).

Faça um diagnóstico do seu negócio

A escolha do modelo mais adequado para o seu negócio deve ser realizada com base nas necessidades de cada organização, no número de operadores e no orçamento disponível. Geralmente, o setor de tecnologia da informação é responsável por estudar a viabilidade de implantar o serviço e por realizar a manutenção dele.

Antes de realizar a compra do sistema PABX e adotá-lo na sua empresa, é necessário realizar um diagnóstico para identificar as dores nos processos de comunicação da empresa.

O ideal é que o sistema seja implantado para todas as rotinas operacionais. Afinal, caso a sua organização seja de grande porte, por exemplo, não faz sentido instalar a solução em um determinado setor, sendo que ele, com certeza, tem interfaces contínuas com outras áreas.

Descubra o que há de mais inovador

A proposta do PABX é integrar os diversos departamentos da sua empresa e atuar diretamente na fluidez da comunicação. Com isso, você otimiza os seus processos, tem uma ferramenta robusta para desenvolver ações de melhoria na experiência do cliente e melhora o engajamento da sua equipe.

O avanço tecnológico, causado pelas mudanças no comportamento da sociedade, tem desenvolvido a melhoria de serviços já existentes. O PABX é realidade nas corporações há mais de 30 anos, e, de lá para cá, seu serviço passou por processos de otimização. Isso resultou na diversificação dessa solução. Atualmente, temos cinco tipos de PABX:

  • analógico;
  • digital;
  • híbrido;
  • IP;
  • virtual ou em nuvem.

Com o surgimento de uma tecnologia chamada Cloud Computing (Computação em Nuvem), esse serviço passou pela sua maior transformação até o momento. Essa inovação tecnológica permite que a tecnologia telefônica do PABX seja implantada nas organizações sem que demande alto investimento em recursos de máquinas físicas e espaço para locação desses equipamentos.

Dê oportunidade para a gestão inteligente

As empresas precisam encontrar soluções que facilitem a gestão do negócio. Quando os gestores ficam focados em apagar incêndios e muito presos em processos operacionais, é impossível atuar de forma estratégica. Com isso, a empresa perde oportunidades de crescimento.

Soluções em tecnologia vêm para aprimorar os processos dos negócios: ao adotar um dos tipos de PABX para o seu empreendimento, você pode direcionar a energia da equipe para ações de longo prazo.

A mudança de mentalidade do mercado é consequência da chegada dessas aplicações aos ambientes corporativos. Menos operacional, sua equipe conseguirá diagnosticar outros gargalos nos processos e desenvolver mais expertise no negócio.

Como são os tipos de PABX?

PABX Analógico

Sendo um dos primeiros e mais antigos serviços de telefonia, o PABX Analógico é um equipamento projetado para receber linhas convencionais por meio das operadoras de telefonia. Trata-se de um sistema mais complexo, ainda bastante utilizado por corporações de grande porte tradicionais, já que exige suporte técnico especializado e manutenção constante.

Os recursos desse tipo pioneiro do serviço são os mais básicos, como realização de chamadas e transferência entre ramais. O PABX Analógico não tem muitas funcionalidades avançadas, por não comportar o uso de ferramentas tecnológicas. Porém, ele é um marco em soluções corporativas e sempre será referência em telecomunicações.

A manutenção deve ser feita constantemente, sendo indicada uma frequência semanal. Por depender do funcionamento físico dos equipamentos, cabos e fibras, precisa ser monitorado continuamente. Isso significa que é necessário concentrar uma maior quantidade de profissionais para garantir a eficiência do serviço. Além disso, caso algum componente primordial entre em pane, toda a operação do seu negócio fica comprometida.

Com menos funcionalidades em relação aos outros tipos de PABX mais modernos, esse tipo é o mais indicado para organizações tradicionais, que não têm a necessidade desses recursos extras.

Seus principais benefícios são:

  • identificador de chamadas;
  • gerenciamento das ligações internas e externas;
  • chamada em espera;
  • capacidade de realizar ligações distintas para cada ramal;
  • transferência de chamadas;
  • inserção de senhas para os ramais;
  • bloqueio no recebimento de ligações a cobrar.

Esse modelo ainda é comercializado e utilizado pelas empresas brasileiras, mas não é a solução ideal para grandes organizações inovadoras, principalmente aquelas que têm ciência de que precisam dispor de inovações tecnológicas convergentes com as demandas atuais dos clientes.

PABX Digital

O PABX Digital une os recursos físicos do analógico com algumas funções que tornam-se possíveis somente por causa do adendo da tecnologia. O sistema implantado é de entroncamento digital, que permite a incorporação de um maior número de linhas.

Ampliando a quantidade de linhas, aumenta-se o número de ramais, gerando maior economia para o negócio. A tarifação dos serviços é menor do que com o PABX Analógico, sendo centralizada em uma operadora.

Seu sistema permite programações avançadas, como limitar duração de chamadas, seleção automática de linhas ou transferência entre ramais. A estrutura digital também pode ser interligada a outros computadores, dispositivos ou mesmo tipos de PABX.

O conjunto de recursos proporcionados pelo PABX Digital possibilita melhorar a qualidade do atendimento e ainda contribui para a produtividade da empresa. Os custos de instalação e manutenção são relativamente baixos, se considerarmos os benefícios trazidos pela sua operação.

Além disso, essa tecnologia oferece diversas vantagens quando comparada à convencional. Recebendo e transmitindo ligações com mais qualidade de voz e maior estabilidade de rede, as principais funcionalidades do PABX Digital são:

  • seleção automática de linhas;
  • ramal econômico, permitindo um limite de tempo para cada ligação e evitando, assim, que os funcionários fiquem pendurados no telefone e se distraiam, afetando a produtividade;
  • tecnologia digital, oferecendo chamadas sem ruídos nem interferências;
  • consulta à portabilidade de números de celular, possibilitando que a ligação seja realizada pela operadora que ofereça a maior economia;
  • possibilidade de interligação com computadores e tablets;
  • configuração bastante simples, facilitando sua utilização;
  • possibilidade de integração com o PABX Analógico;
  • discagem direta por ramal;
  • centralização de tarifa pelas operadoras.

O PABX Digital é uma excelente alternativa dependendo do porte da companhia, já que exige aparelhos específicos para funcionar corretamente. Nesse caso, é preciso que o gerente de TI verifique o custo-benefício e decida se essa é a melhor solução a ser implementada ou se vale analisar a possibilidade de investir em outros tipos de PABX.

PABX IP

Trata-se de uma tecnologia que utiliza o sistema VoIP (Voz sobre IP), por meio do qual a rede de dados trabalha de maneira similar à telefonia fixa. Permite o uso de ramais virtuais em qualquer aparelho que tenha acesso à internet, que pode ser o seu smartphone, computador ou tablet.

Altamente flexível, o PABX IP roda como um software no dispositivo, aumentando a produtividade das equipes, que podem se comunicar facilmente de onde estiverem. Outro ponto positivo é que essa tecnologia dispensa a instalação de toda uma infraestrutura física e robusta para o seu funcionamento.

Além da possibilidade de ser utilizado como um PABX tradicional, o IP oferece as seguintes facilidades:

  • ramal remoto;
  • Unidade de Resposta Audível (URA);
  • possibilidade de fazer reuniões por áudio;
  • correio de voz moderno;
  • pode ser adotado por empresas de qualquer porte, pois é escalável e não exige espaço físico para sua instalação;
  • conta com todas as funcionalidades dos modelos analógico e digital.

É um sistema que gerencia todos os seus recursos de maneira ágil e eficiente. Como seu funcionamento é totalmente online, promove a redução de custos em médio e longo prazo, já que as ligações entre os ramais da empresa têm custo zero.

No dia a dia, é bem interessante para empreendimentos que começaram as suas atividades recentemente. Também é recomendado para gerentes que contam com equipes mais modernas, acostumadas com as facilidades da mobilidade. É igualmente indicado para aqueles que realizam trabalho externo ou em home office, mas que precisam estar em contato com a companhia para exercer suas funções em sinergia com seus times.

PABX Híbrido

Essa solução reúne as melhores características dos modelos analógico e digital, com a implementação da tecnologia IP, permitindo a interligação entre filiais com chamadas gratuitas.

Na prática, ele é a junção dos tipos de PABX anteriores, possibilitando a utilização de ora um, ora outro. Desse modo, representa mais economia nas contas de telefonia e qualidade nas ligações, sejam elas analógicas, digitais ou por IP.

Com o PABX Híbrido, pode-se ter, em uma única ferramenta, ramais fixos, digitais e números VoIP. Então, a própria central híbrida determina qual é a rota de menor custo, dependendo do tipo de ligação.

Os principais pontos positivos do PABX Híbrido são:

  • a central é moldada de acordo com a necessidade de cada negócio;
  • interligação com computadores, dispositivos móveis e outros tipos de PABX;
  • possibilidade de fazer ligações com tecnologia IP;
  • todas as vantagens dos sistemas anteriores.

Grande parte das organizações brasileiras ainda utiliza o PABX Analógico. Por isso, o modelo híbrido é bastante interessante para aquelas que desejam fazer a transição para outros mais modernos e experimentar seus benefícios sem perder a infraestrutura já instalada.

PABX Virtual

Sendo um dos mais sofisticados do mercado, esse modelo de PABX consiste em um software conectado a uma central virtual. Todo o gerenciamento é feito por ambiente de navegação, e ele pode ser instalado de forma LOCAL (servidor físico ou virtualizado) ou na NUVEM.

Realizando todos os procedimentos presentes nos terminais físicos, o PABX Virtual consegue cobrir toda a rede de colaboradores. É indicado para as organizações que têm consultores ou muitos funcionários em campo.

O PABX Virtual facilita o trabalho remoto, permitindo que os colaboradores atendam chamadas mesmo em trânsito. Para ativar o PABX Virtual, é preciso somente uma conexão de internet rápida e segura.

O software traz escalabilidade pelas licenças de uso do programa e não apresenta quase nenhum custo de manutenção; por isso, é um PABX de grande vantagem para as empresas. O sistema proporciona as funcionalidades do modelo digital, mas acrescentando:

  • atendimento automatizado;
  • possibilidade de gravação das chamadas;
  • personalização dos atendimentos de acordo com o quadro de horários;
  • gerenciamento das filas de espera;
  • salas de conferência.

Com todas essas funcionalidades, os ganhos são ampliados para diversas áreas do negócio. Você melhora a experiência do seu cliente, facilita a comunicação com seus parceiros fornecedores, aplica treinamentos para colaboradores pulverizados geograficamente e aproxima as filiais e a matriz.

PABX Nuvem

Pode até parecer que é outro novo serviço, mas o PABX Nuvem é uma outra forma de se referir ao virtual. Na internet, você encontra fornecedores que adotaram na sua nomenclatura o termo “virtual”, e outros, a expressão “nuvem”. Não se assuste quando se deparar com esses nomes.

O termo “nuvem” se deve ao fato de que o sistema todo usa a tecnologia de computação em nuvem. Essa inovação surgiu em 1997, mas só começou a ser ofertada comercialmente há cerca de 10 anos. Segundo os seus idealizadores, essa tecnologia oferece redução de custos, aumento da produtividade, desempenho, confiabilidade e segurança para as organizações.

A computação em nuvem é uma tendência no mercado e já tem sido usada para diversos processos, como o armazenamento de dados, além dos softwares. Ela permite que os colaboradores de uma empresa possam trabalhar em regime de home office, por exemplo, porque possibilita o acesso aos sistemas e arquivos operacionais sem a necessidade de estar em um ponto de operação do empreendimento.

Como escolher a melhor modalidade de PABX para o seu negócio?

Com as múltiplas possibilidades disponíveis, escolher o PABX adequado para a sua organização requer um entendimento avançado das demandas. Idealmente, a gestão deve definir seu sistema em conjunto com a equipe de tecnologia da informação, considerando sempre as ferramentas de inovação. Alguns pontos precisam ser levantados para articular a melhor solução, como:

  • o número de colaboradores;
  • volume de ligações simultâneas;
  • o orçamento disponível para o serviço;
  • a qualidade das chamadas;
  • a baixa manutenção;
  • o perfil dos seus processos operacionais;
  • a capacidade de atendimento.

Esses são os itens básicos que podem direcionar os tipos mais indicados. No entanto, existem outros mais decisivos, como as instalações da empresa, a integração do serviço de telefonia com outras plataformas de comunicação e o custo tarifário de chamadas.

Também é preciso considerar a mobilidade corporativa e a tecnologia já implementada para averiguar qual PABX tem melhor compatibilidade com as soluções da empresa.

Esses são os pontos determinantes, pois podem afetar diretamente o desempenho e os resultados financeiros do negócio. Inclusive, estabelecem se será necessário ou não investir um valor adicional ao custo de aquisição do equipamento para implementá-lo na companhia.

As organizações que têm linha analógica, mas querem utilizar um recurso digital, por exemplo, podem optar pelo PABX Híbrido. Já as empresas que estão se mudando para novas instalações têm a grande vantagem de poder implementar um PABX Virtual, aproveitando os equipamentos já adquiridos, mas sem ser necessário buscar um espaço físico a mais.

Em suma, verifique detalhadamente quais são as demandas da empresa. Além disso, faça um paralelo com os tipos de PABX existentes para adotar aquele que melhor se adapta à sua realidade e oferece recursos para facilitar a comunicação empresarial, otimizando as ligações cotidianas e contribuindo diretamente para o aumento da produtividade das equipes.

Quais as vantagens de se investir em tecnologia?

A tecnologia da informação está presente em quase todas as empresas hoje em dia. Afinal, a comunicação e as tarefas são feitas principalmente por meios digitais. Nesse contexto, os serviços telefônicos digitais trazem uma série de vantagens para a organização. Confira algumas delas!

Comunicação avançada

Ainda que existam inúmeros treinamentos e ferramentas para melhorar a comunicação dos empreendimentos, o principal segredo é trazer soluções que se encaixem perfeitamente na dinâmica do negócio. Os processos que podem ser personalizados, como no caso do PABX, agregam mais benefícios do que os recursos oferecidos pelo sistema, pois se adaptam àquilo de que a empresa necessita.

A integração dos canais de comunicação evita erros e mal-entendidos decorrentes das falhas na troca de dados. Assim, as decisões são tomadas com maior clareza e em um tempo ágil. As plataformas de comunicação transformam a comunicação ativa, amenizando os problemas da organização.

Redução de custos

Um bom PABX diminui os custos de comunicação do negócio. Por exemplo, o PABX IP possibilita a execução de chamadas telefônicas entre filiais e entre elas e a sede a um custo significativamente menor. Em comunicações de longa distância, a economia gerada pode ser grande.

Essa diminuição de custo ocorre devido à tecnologia VoIP, que consegue tornar as tarifas mais acessíveis por usar a rede de dados para tráfego de voz. Dessa forma, não é preciso arcar com o valor pago por minutos em ligações convencionais. Há apenas o custo relacionado ao pacote mensal de internet, bem como os gastos da manutenção do sistema.

Não só as filiais e a sede se beneficiam desse equipamento, mas também a empresa que necessita de vendedores externos ou de colaboradores trabalhando remotamente, em viagens ou projetos distantes — até mesmo em outros países. Basicamente, o custo de chamadas de longa distância e para aparelhos celulares seria removido da fatura.

Outro ponto importante é que o sistema VoIP possibilita fazer uma reunião, um treinamento ou uma conferência pelos aparelhos sem que os colaboradores precisem se deslocar até um local de encontro. Dessa forma, consegue-se diminuir custos com transporte e até hospedagem, especialmente de quem está na filial e precisaria ir até a sede, em outra cidade, para esses eventos.

Aumento da produtividade

Um bom PABX agiliza a gestão de ramais e torna o atendimento ao cliente mais eficiente, contribuindo para a produtividade dos colaboradores que precisam lidar com o público. Também otimiza a comunicação entre as equipes, o que ajuda no desempenho do grupo.

Isso é possível graças ao encaminhamento automático de chamadas em situações em que haja ramal ocupado (transbordo) e a configurações eficientes de interface — diminuindo a demanda por visitas técnicas. Outro motivo é a possibilidade de gerar ramais móveis, o que viabiliza a comunicação desde qualquer região.

As funcionalidades disponíveis permitem trocar informações em tempo real e realizar chamadas de vídeo com outros indivíduos, bem como anexar documentos às interações. Isso melhora a produtividade de colaboradores, especialmente de quem precisa se ausentar da empresa para trabalhar fora ou se desloca muito dentro dela.

Com o PABX, esse funcionário poderá ser contatado facilmente, independentemente do setor em que esteja, evitando que o cliente fique sem poder falar com ele.

Interatividade com os clientes

Sendo o atendimento um canal estratégico para o sucesso da empresa, todas as ações que visam a melhoria desse setor devem ser otimizadas. Para melhorar a experiência do cliente, os PABXs permitem que a comunicação entre colaboradores e consumidores seja aperfeiçoada.

Os ramais de atendimento diminuem as filas de espera, direcionam os clientes aos responsáveis pelos seus projetos com maior facilidade e atendem a um maior volume de chamadas de uma vez. Ampliando as possibilidades do atendimento e melhorando os seus recursos, a interatividade beneficia principalmente a satisfação do público com a marca.

Segurança da informação

Atualmente, uma das maiores preocupações das empresas é o sigilo da informação trocada em rede, seja por telefone, seja por internet. No caso de uma organização que trabalha com televenda, um acordo claro e seguro de como seus dados são armazenados pode ser determinante para a implementação do serviço.

A telefonia digital oferece muitas vantagens de segurança, tendo a garantia das operadoras sobre o armazenamento dos dados. O uso de sistemas de inovação evita ataques cibernéticos e o mau uso interno.

Otimização do tempo

Um dos desafios de toda gestão é melhorar a distribuição das atividades de rotina durante as oito horas da jornada de trabalho. Com a solução em PABX, a sua empresa tem um ganho nítido na otimização do tempo. A comunicação fluida permite a tratativa rápida de problemas, reduz o tempo de espera durante um atendimento e facilita as interações com os parceiros.

Experiência do cliente

Suponhamos que, em uma das filiais da sua empresa, um cliente esteja irritado por ter tido um problema com o processamento do pagamento de uma fatura. Somente a matriz tem autonomia para verificar o que ocorreu, mas a gerente local não consegue contato com o setor responsável, porque todas as linhas estão ocupadas.

Com o PABX Virtual conectado a aplicações como o Skype, a gerente pode realizar uma ligação usando esse aplicativo sem congestionar uma linha e sem custos para a empresa. Contato feito, basta que a equipe esteja capacitada para trazer ao cliente a solução de que ele precisa. Assim, a experiência do consumidor torna-se mais rica, e seu negócio consegue minimizar a percepção negativa causada pelo problema da fatura.

Como fazer a implantação do PABX?

Primeiro, deve-se levantar as principais necessidades do negócio que serão atendidas pelo sistema telefônico. Por exemplo, se a equipe comercial faz muita venda externa, de modo que seus membros costumam ficar várias horas fora da empresa, é importante dar preferência a um PABX com bons recursos de mobilidade. Nesse caso, o Híbrido, o Virtual e o IP são boas opções.

Se há pouco espaço físico no seu negócio, será preciso escolher um modelo menor ou que não exija muitos componentes. Nesse caso, o PABX Virtual é uma alternativa boa, além do PABX IP, que não precisa de infraestrutura robusta.

Após levantar as demandas de comunicação que serão atendidas, deve-se buscar um fornecedor confiável e com um equipamento de qualidade, além de atender aos seguintes requisitos:

  • ter um leque amplo de soluções que contem com boa flexibilidade, ou seja, que se adaptem às demandas da sua empresa;
  • manter um atendimento eficiente e rápido, disposto a fornecer um bom suporte após a implementação do PABX;
  • contar com boa reputação no mercado;
  • ter cases de sucesso que comprovem a qualidade de seus produtos e serviços.

O processo de implementação deverá ser feito conforme as especificações do fornecedor. É importante também verificar o tipo e a duração do treinamento oferecido por ele, para que sua equipe de atendimento seja adequadamente capacitada para lidar com o sistema telefônico do PABX escolhido. Seu time de TI também precisará ser treinado para gerenciar os componentes tecnológicos.

Aspectos técnicos da implementação

Cada tipo de PABX terá requisitos próprios para a sua implementação. Além disso, será necessário checar as necessidades da empresa. Para ilustrar melhor como pode se dar um processo do tipo, vejamos algumas etapas da implantação de um PABX IP.

Definir os ramais

Há 3 tipos que podem ser empregados para diferentes usuários e até usados em conjunto. O primeiro é softphone, que corresponde a um programa que simula um aparelho de telefone, ou seja, funciona como telefone virtual. Ele é colocado no celular ou no computador do usuário, sendo econômico.

Outro tipo é o aparelho IP, o qual conta com maior qualidade de voz. Normalmente, tem identificador de chamada e teclas de memória que otimizam o seu uso. Se você contratar um dispositivo com o recurso PoE (Power over Ethernet), evitará a necessidade de instalar um cabo de rede para cada ramal. Dessa forma, o aparelho poderá se conectar com o cabo constante no computador.

Há, ainda, o gateway de ramais FXS (Foreign eXchange Subscriber), um equipamento de conversão que possibilita ao usuário usufruir dos dispositivos convencionais (analógicos) convertendo-os em ramais IP.

O FXS pode ser usado em conjunto com o Foreign eXchange Office (FXO), cuja função envolve receber sinal de uma central telefônica PABX ou de uma operadora STFC. Basicamente, o gateway FXS é uma porta de saída do sinal, e o gateway FXO é a porta de entrada, que serve para conectar linhas analógicas de telefonia com o sistema de telefonia digital.

Contudo, precisa-se do gateway FXS para realizar a conexão das portas FXO a um sistema VoIP ou à web. Portas FXO normalmente se encontram interligadas a uma empresa de telefonia.

Optar por uma operadora telefônica

Após escolher os ramais, é necessário definir uma operadora para realizar e receber chamadas. Sistemas de telefonia IP se conectam com operadoras VoIP, uma vez que se comunicam pelo mesmo tipo de protocolo, isto é, o IP.

Escolher o modelo de servidor

A instalação do sistema pode ser efetuada na nuvem ou em um servidor físico. Neste caso, é importante checar a capacidade do servidor, pois o volume potencial de ligações simultâneas recebidas e enviadas está vinculado a isso. Essa verificação precisa ser feita levando-se em consideração a previsão de crescimento da empresa.

Quais outros cuidados devem ser tomados para garantir a eficiência do sistema?

Ainda sobre o exemplo do PABX IP apresentado acima: é importante instalar os equipamentos em um switch que esteja separado da rede de dados, de modo a prevenir conflitos entre voz e dados. Quando houver conexão com filiais, é indicado que elas tenham IP fixo, de modo a simplificar a interligação.

De uma forma geral, isto é, englobando os demais modelos de PABX, é indicado verificar se o equipamento desejado consegue dar conta do número de aparelhos telefônicos ou outros dispositivos que serão conectados, entendendo a abrangência de sua escalabilidade.

Aliás, é indicado que se opte por uma central telefônica PABX que tenha essa característica, especialmente para o caso de seu negócio crescer. Um equipamento assim, não escalável, dificilmente dará conta das necessidades de comunicação que surgirão com a expansão, gerando entraves para a companhia.

Também cuide da segurança do equipamento e alerte os funcionários para não divulgarem senhas do sistema, como as para acessá-lo e para fazer ligações. Ainda, lembre-se de ativar o firewall para prevenir invasões.

Entender sobre as funcionalidades dos PABXs Analógico e Digital, saber o que é PABX IP, compreender a operação do modelo virtual e, além disso, descobrir as vantagens do híbrido permite que os gestores escolham o melhor equipamento para sua organização.

Agora que você tem todas as informações necessárias para saber escolher entre os tipos de PABX e delinear a demanda conforme a estrutura da comunicação de seu negócio, implementar um serviço de telefonia se torna uma tarefa mais fácil e de bom retorno para a empresa.

Para conhecer mais sobre soluções em comunicações corporativas, entre em contato conosco e fale com um de nossos consultores! Será um prazer atendê-lo!

Quer saber mais sobre o mundo da telefonia?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Share This