convergência de redes

Convergência tecnológica: o que é e por que é tão importante?

Entenda a relação entre a convergência tecnológica e a alta performance do seu negócio

Independentemente do nicho de mercado no qual se atua, é cada vez mais comum as empresas trabalharem com projetos e processos que envolvam a constante troca de informações com pessoas de diferentes setores e de outras organizações. É quando entra a convergência tecnológica a favor do empreendimento.

Esse tipo de solução unifica as plataformas de dados, voz, vídeo e toda a infraestrutura de TI, com o objetivo de reduzir a complexidade tecnológica, alavancando novos acordos e projetos, e impulsionando os negócios.

Quer saber mais sobre esse conceito que está transformando o mundo corporativo? Então continue a leitura e saiba mais detalhes sobre o assunto!

O conceito de convergência tecnológica

A convergência tecnológica é uma tendência crescente no ambiente econômico. Sob o olhar da tecnologia, ela representa a união de diferentes serviços que compartilham entre si a mesma estrutura.

Já em termos de economia, trata-se de um processo de mudança nos mercados existentes e a interação entre diferentes nichos, com o objetivo de atender à demanda dos clientes, além de antecipar tendências.

Um exemplo interessante presente na vida de todos é o smartphone. Em um único aparelho, existem outros embutidos, como câmera, agenda eletrônica, despertador, TV, internet, GPS, filmadora, calculadora e até mesmo lanterna. Tudo isso vai muito além de sua função principal, que é a de basicamente enviar e receber chamadas e mensagens de texto (SMS).

No mundo corporativo, a convergência se traduz em uma das ferramentas tecnológicas que dá às companhias a possibilidade de reunir, em uma mesma plataforma, todos os seus serviços de comunicação, como e-mails, telefonia fixa e móvel, suporte a áudio e videoconferência, além de processos produtivos, de logística e demais métodos de colaboração.

Como isso acontece?

Na prática, isso significa que as organizações podem utilizar esse meio para simplificar o uso das soluções de TI, além da possibilidade de oferecer maior flexibilidade aos colaboradores e reduzir o custo das operações e automatizar tarefas, evitando erros e retrabalhos.

Assim, equipes internas e externas podem trabalhar a partir de qualquer lugar, com a mobilidade que os sistemas em nuvem proporcionam, além de todos os instrumentos necessários para se comunicar com o máximo de qualidade, incluindo pessoas que executam atividades externas ou que trabalham no regime home office.

Por isso, diante da realidade digital cada vez mais presente no mundo corporativo, a convergência tecnológica se mostra como uma excelente aliada para alcançar os objetivos da empresa.

A infraestrutura moderna permite a integração da TI na organização, unificando os mais diversos recursos, como:

  • armazenamento;
  • segurança de dados;
  • redes corporativas;
  • roteadores;
  • switches, entre outros que são virtualizados e padronizados, permitindo uma gestão por meio de softwares de fácil administração, tornando mais simples a rotina do gerente responsável pelo setor;
  • processos de vendas;
  • gerenciamento de estoque e logística.

O impacto nos resultados da empresa

Para as organizações, os investimentos em soluções de convergência tecnológica não representam apenas um quesito necessário para gerar diferencial competitivo, mas também uma demanda fundamental para a sobrevivência no mercado.

Nesse contexto, as inovações são um meio para que os negócios possam contar com uma infraestrutura moderna, que garanta maior escalabilidade, agilidade, segurança, flexibilidade, produtividade e confidencialidade.

Muitos têm receio de sofrer golpes e ter suas informações confidenciais expostas. Entretanto, cada vez mais as provedoras do serviço investem pesado nesse quesito, a fim de preservar os dados das empresas. Inclusive, esse tipo de situação é prevista em contrato, com o objetivo de preservar a confidencialidade, garantindo a confiabilidade do serviço.

O que deve ser feito?

Para aqueles que ainda não adotaram a computação em nuvem como uma alternativa viável, seja por hesitação ou questões legais, as plataformas que envolvem a convergência tecnológica também se mostram como uma excelente opção, principalmente em tempos de crise e flutuações econômicas.

Além disso, essa facilidade coloca as pequenas e médias empresas em condições de se igualar em termos de atualização tecnológica com as grandes corporações, permitindo que elas possam competir em pé de igualdade em um ambiente de negócios que passa por constantes transformações.

No entanto, existem algumas inovações que a legislação brasileira obriga que os dados sejam hospedados no país — nem todos os serviços em nuvem garantem essa possibilidade.

Mas, com a convergência, pode-se projetar, por exemplo, um data center robusto, que contenha toda a infraestrutura necessária, atendendo às necessidades corporativas, sem infringir a lei.

A importância de incluir no planejamento estratégico

Para economizar nos custos organizacionais em curto, médio e longo prazos, é importante que gestores e donos de negócio incluam em seu planejamento estratégico investimentos voltados para a convergência tecnológica.

Muitos empresários têm a ideia equivocada de que se trata de um custo extra para o empreendimento. Entretanto, é preciso mudar esse pensamento e encarar a inovação como uma aliada para o crescimento da organização.

O movimento de transformação digital das organizações ganhou mais força em decorrência da pandemia da COVID-19. Nesse sentido, investir na digitalização do seu negócio não é mais um diferencial competitivo, mas sim uma necessidade se quiser manter a empresa atuando.

Para que essa inclusão seja feita da melhor forma, é primordial que se faça um diagnóstico do seu negócio. A partir dele, você deve definir uma matriz de prioridades para o seu planejamento estratégico. O ideal é priorizar as frentes que geram mais impacto para o negócio.

Principais inovações que integram a convergência tecnológica

Se estamos tratando sobre convergência tecnológica, é claro que há diversas inovações que integram essa boa prática de gestão. Pensando nisso, separamos para você as principais tecnologias do momento. Lembre-se de que mais do que ter a tecnologia, é importante conhecer bem a operação do seu negócio para implementar as soluções em alta performance.

Confira abaixo a lista que fizemos com as principais inovações!

Inteligência Artificial

Também conhecida como AI (Artificial Intelligence), ela vem crescendo vertiginosamente e influenciando os negócios de todos os tipos por todo o planeta. Trata-se de uma poderosa ferramenta para a prevenção de fraudes, análise do comportamento de clientes, além de ser extremamente útil para monitorar as demandas de seu público-alvo.

Nesse sentido, é quase impossível pensar na produtividade do negócio sem investir em soluções de Inteligência Artificial. Ela é a base para a digitalização dos seus processos. É interessante avaliar a possibilidade de implementar o Machine Learning (Aprendizado da Máquina) e/ou o Deep Learning (Aprendizado Profundo) para oferecer uma experiência mais personalizada e eficaz aos usuários.

Big Data

É um banco de dados poderoso, criado e constantemente aperfeiçoado, que nasceu a partir dos modelos de Inteligência Artificial. Atualmente, milhões de informações são armazenadas para avaliação e entendimento da relação entre oferta e demanda de produtos e serviços, das mais diversas áreas.

Uma navegação em uma loja virtual, por exemplo, permite que o site armazene diversas informações sobre um potencial cliente, como:

  • itens que ele buscou;
  • suas preferências;
  • lista de desejos.

Posteriormente, essas informações são tratadas e usadas para se fazer a análise e a modelagem desse perfil de consumidor, elevando as chances de sucesso nas vendas. Essa boa prática faz parte da cultura Data Driven (direcionada a dados) e é essencial para tomadas de decisões mais precisas.

Reconhecimento de imagem

A identificação pessoal por meio do reconhecimento facial já não é exatamente uma novidade no mercado. No entanto, esse monitoramento já é realizado em muitas lojas físicas.

Dessa forma, é possível visualizar o que a pessoa mais se interessou, em quais corredores parou, se experimentou roupas e sapatos de uma determinada marca, o que foi efetivamente comprado, seus principais interesses, entre outros.

Em alguns locais, esse modelo já é tão sofisticado que consegue associar a navegação física com a virtual, visto que muitos usuários olham alguns itens online e procuram pessoalmente no estabelecimento, para obter maiores detalhes sobre um determinado produto.

Por exemplo: um usuário se interessa por um determinado modelo de notebook via internet, e então lê todas as suas configurações e ficha técnica na loja online.

Por curiosidade, ele vai diretamente à física, para ver o equipamento pessoalmente, seu design e definir se ele realmente atende às suas necessidades ou não. Em caso positivo, ele efetua a compra.

Então, o reconhecimento facial permite que o negócio monte uma identidade virtual do consumidor e faça modelos de previsão de compras baseado em sua análise comportamental, para uma interação futura com clientes que tenham o mesmo tipo de perfil.

Business Intelligence (BI)

O BI — em português, Inteligência de Negócios — é uma ferramenta bastante poderosa cada vez mais utilizada por todos os segmentos, pois proporciona a integração e leitura de diversas fontes de dados. Em resumo, ela é a ferramenta onde o Big Data é tratado.

Seu principal diferencial é a possibilidade de levantar informações sobre qualquer empresa, grupos de consumidores ou tipo de negócio. Isso é extremamente relevante para as tomadas de decisões estratégicas por parte de gestores e empreendedores.

Além disso, o Business Intelligence também ajuda a identificar tendências e variações de mercado, o que é essencial para manter a competitividade e a vantagem competitiva.

Alguns empresários pensam que essa ferramenta é unicamente voltada para a área de TI, o que é um grande engano. Ela nasceu na tecnologia da informação, mas é aplicável a qualquer tipo de negócio e em qualquer departamento da empresa. A sua eficiência depende da escolha dos indicadores e da qualidade da análise.

Internet of Things (IoT)

Esse conceito, em português, significa Internet das Coisas e é um tipo de tecnologia que vem alcançando patamares elevados em todo o mundo. Afinal, ela interliga equipamentos, pessoas e negócios de uma forma incrível, permitindo o cruzamento de informações e dados em questão de segundos.

Essa não é uma inovação voltada exclusivamente para a indústria 4.0. Todos os setores podem garantir vantagem e convergência tecnológica para o seu negócio a partir da IoT. Inclusive, ela também está chegando ao agronegócio, setor em que os empresários conseguem monitorar a sua produção e enviar comandos a distância.

Serviços de voz

Os serviços de voz são a sensação do momento e fomentam muitos negócios no país. Não é por acaso que Apple, Microsoft e Google disputam lado a lado a liderança nesse segmento.

Vários serviços e aplicativos podem ser ativados por comando de voz, executando tarefas, fazendo pesquisas e auxiliando até mesmo consumidores que têm problemas motores e se utilizam dos serviços de voz constantemente em seu dia a dia.

Trata-se de uma tecnologia em franca expansão. Profissionais especializados trabalham no aperfeiçoamento de apps e demais serviços que podem ser realizados por voz, como um pedido no atendimento telefônico de uma empresa, por exemplo, contribuindo para um sistema PABX de maior qualidade.

Os benefícios gerados pela convergência

Uma interessante matriz da convergência tecnológica deve ser levada de acordo com o seu potencial de aplicabilidade e inovação, com o objetivo de oferecer diversas vantagens para o empreendimento, independentemente do seu ramo de atuação. Vamos conhecer algumas delas a seguir.

Diferencial competitivo do negócio

Com a adoção da unificação de tecnologias proporcionada pela convergência, as empresas de quaisquer setores conseguem analisar o mercado e seu público-alvo com maior precisão e antecipar tendências.

Isso é interessante para aqueles que pretendem se sobressair e lançar novidades, com o objetivo de comercializar produtos e serviços voltados para a necessidade de seus consumidores, saindo na frente e ganhando uma vantagem competitiva importante em relação à concorrência.

Pense no mercado de smartphones: Apple e Samsung concorrem frente a frente na melhoria contínua de seus aparelhos para atrair a atenção de novos clientes. Contudo, enquanto essa competição acontece, outras marcas de celulares menos conhecidas vêm investindo pesado na tecnologia e em profissionais qualificados para bater de frente com as gigantes.

Já pensou se alguma delas conseguir oferecer um aparelho com todas as funcionalidades da concorrência, mas com uma bateria de duração realmente longa, que seja capaz de suportar o seu uso prolongado?

INCLUIR CTA AQUI

Quem depende do telefone para trabalhar, por exemplo, certamente vai se interessar pela novidade. Afinal, quem é que gosta de ficar o dia inteiro com o telefone conectado no carro e à noite na tomada?

Acredite, esse tipo de novidade, entre muitas outras, virão em pouco tempo. A convergência tecnológica permite que as marcas identifiquem as vulnerabilidades e necessidades das pessoas.

Assim, elas podem investir continuamente em pesquisa para aprimorar seus produtos. Não é à toa que o público tanto se interessa pelas novidades nesse setor — e pagam bem por isso.

Quer criar sua vantagem competitiva no seu nicho de atuação? Então pare de enxergar a tecnologia como um custo e veja-a como um investimento, que trará frutos e lucros para o seu negócio.

Atuação mais estratégica dos colaboradores

Com a unificação proporcionada pela inovação, funcionários dos mais diversos níveis hierárquicos têm a possibilidade de se comunicar com outros departamentos e gestores com maior facilidade.

Além disso, essas pessoas passam a ter a maior possibilidade de interagir, oferecendo novos insights, importantes para aperfeiçoar processos do negócio e identificar possíveis vulnerabilidades. São justamente elas que trabalham diretamente com os softwares e recursos em seu cotidiano, podendo opinar de maneira mais contundente.

Dessa forma, os colaboradores conseguem ter uma voz mais ativa dentro de seu local de trabalho caso se sintam mais valorizados e ouvidos, vestindo a camisa da empresa e, consequentemente, tornando-se mais participativos, proativos e produtivos.

Portanto, ouça os feedbacks de seus funcionários. Dessa forma, pode-se melhorar constantemente o negócio com ideias, muitas vezes, simples e fáceis de serem colocadas em prática. E todos saem ganhando com isso.

Antecipação de tendências do mercado

Como dito anteriormente, apostar na convergência tecnológica é um excelente meio para gerar um diferencial competitivo, já que se trata de uma inovação capaz de unificar e analisar o comportamento dos consumidores e do próprio segmento de atuação, permitindo que o gestor identifique os seus anseios e possa atender às demandas antes da concorrência.

Isso é excelente para organizações de qualquer porte, que têm a oportunidade de sair na frente, lançar um produto ou serviço diferenciado, destacando-se e solidificando a sua marca como inovadora, que antecipa tendências, compreendendo e se adaptando continuamente, deixando as empresas do seu mesmo nicho para trás.

Quer um bom exemplo disso? Pense no relacionamento complexo entre bancos e clientes quando o assunto é cartão de crédito e tarifas bancárias.

Aproveitando-se desse processo burocrático e caro, surgiram no mercado as fintechs e bancos digitais (que abrem contas para pessoas físicas e jurídicas), com o objetivo de facilitar a vida do cliente, que paga taxas baixíssimas para utilizar serviços bancários, além de contar com cartões de crédito sem anuidade, com diversos benefícios e economia para seus usuários.

É justamente esse tipo de iniciativa, nascida da convergência tecnológica, que é capaz de deixar grandes e conhecidas marcas para trás, em um mundo cada vez mais ágil e no qual a maioria das pessoas prefere atendimentos mais rápidos, com serviços inteligentes e sem complicações.

Atualização constante dos processos e produto

Com as ferramentas tecnológicas proporcionadas pela modernidade no mundo corporativo, as organizações podem aperfeiçoar seus processos, serviços e produtos, a partir dos feedbacks dos clientes, colaboradores e parceiros, e das informações coletadas pela própria ferramenta, oferecendo ao negócio a oportunidade de crescer.

Dessa forma, mesmo empresas que possuem uma gestão mais conservadora conseguem se manter atualizadas, eficientes, competitivas e fortes no mercado, ainda que em períodos de crise.

Com a expansão dessa tendência, podemos esperar, em um futuro muito próximo, modelos mais precisos, associados ao perfil de consumo de seu público-alvo, antecipando suas necessidades, tudo com bastante simplicidade e conveniência.

Facilidades para os clientes

Quanto mais vantagens são oferecidas para os clientes, maiores são as suas chances dele se fidelizar à marca.

No exemplo dos bancos digitais e fintechs, acima mencionados, os benefícios ao consumidor são tão grandes que as instituições financeiras tradicionais precisam se reinventar e lançar novos produtos e inovações, para não perder seu público e, consequentemente, sua solidez no mercado.

Afinal, quem é que gosta de pagar taxas altas e enfrentar filas constantes nas agências bancárias? E não para por aí. Muitas pessoas gostam de um determinado produto em uma loja virtual, com um preço atraente, mas desistem devido ao frete alto.

Como é na prática?

Com as ferramentas da convergência voltadas para o varejo, as companhias podem oferecer diferentes possibilidades: fazer uma parceria com uma transportadora confiável que faça entregas a preços mais competitivos do que o tradicional serviço postal ou oferecer descontos para quem preferir efetuar a compra via web e realizar a retirada em uma loja física, por exemplo.

A forma de pagamento também é um fator que influencia diretamente na decisão de compra do consumidor. Muitos deles preferem optar pelo boleto, quando a empresa oferece desconto nessa modalidade.

Já no caso dos cartões de crédito e débito, a situação é distinta: não é incomum ocorrem casos de fraudes e compras indevidas. Nesse contexto, a convergência tecnológica é interessante na hora de conferir os dados da pessoa que está realizando a compra e aprovar/rejeitar o pagamento em segundos.

Por mais que seja uma situação complicada para o lojista, esse sistema funciona como um antifraude, evitando reclamações a respeito de sua marca nos órgãos competentes e nas redes sociais, além de oferecer ao cliente uma melhor experiência de compra, incluindo os serviços de voz, contribuindo para identificar a veracidade do usuário, reduzindo a ação de golpistas.

Ainda que seja um lojista pequeno, isso evita problemas nas compras não presenciais. Se por um lado a multicanalidade facilita a aquisição de produtos e serviços, ela também deve ser confiável para atrair e fidelizar os consumidores, cada vez mais exigentes.

Modernização e produtividade nas organizações

Já nas empresas, a convergência tecnológica alia as cadeias de produção com os processos de vários setores, desde a integração de sistemas computacionais com soluções de voz e telecomunicações, sejam eles modernos ou legados — que são aqueles obsoletos, mas que ainda oferecem recursos essenciais para o negócio.

Como resultado, o empreendimento consegue ter a integração completa, trazendo a convergência tecnológica de maneira real para a organização. Soluções isoladas deixam de existir. Ferramentas de comunicação de voz, dados corporativos e vídeo passam a coexistir no mesmo meio, com total segurança.

No cotidiano, isso traz maior produtividade, pois todos os envolvidos acessam um sistema unificado, de acordo com o seu nível de acesso, que reúne todas as informações necessárias para a realização de suas atividades.

Além disso, a comunicação entre setores é realizada sem que o colaborador tenha de interromper suas atividades para encontrar uma pasta física ou atualizar uma informação, interferindo na sua produtividade.

Já as ligações passam a custar mais barato, principalmente se a organização adotar um sistema PABX ideal para o negócio. Em plataformas mais modernas, as telecomunicações convergem, resultado em uma drástica redução de custos em médio e longo prazo, trazendo um excelente retorno do investimento (ROI).

Esses são apenas alguns dos benefícios que a convergência tecnológica pode oferecer aos empreendedores que desejam crescer, ganhar espaço no mercado e continuarem sempre ativos e competitivos.

Firmação da empresa como referência no mercado

Quando a companhia adota a convergência tecnológica como aliada, tornar-se uma marca confiável e inovadora é questão de tempo. Com as ferramentas que essa solução oferece, empreendedores de pequeno, médio e grande porte conseguem se manter atualizados e capazes de atender às demandas de seu público.

Uma vulnerabilidade ou erro comum na sua área de atuação pode se apresentar como uma excelente oportunidade para novos negócios. E as inovações permitem que gestores e empresários possam explorar essas atividades e se firmar como referência no mercado.

Mesmo quando voltadas para pequenas e médias empresas (PMEs), as soluções de convergência tecnológica são uma opção muito interessante para ganhar performance, flexibilidade, segurança, escalabilidade e confiabilidade, ganhando terreno no mundo dos negócios, cada vez mais ágeis e digitais.

O prestador de serviços ideal

Para encontrar essas soluções, é necessário buscar por parcerias estratégicas para o seu negócio. A escolha de fornecedores de tecnologia deve ser criteriosa, porque é um área crítica para o sucesso da sua empresa. Nesse sentido, você deve buscar um prestador de serviços que seja referência na entrega de soluções para a integração dos seus departamentos.

Faça uma avaliação, busque por referências de clientes e solicite uma consultoria para conhecer melhor as soluções ofertadas. Lembre-se de que você deve ter o diagnóstico do seu negócio em mãos. Caso contrário, pode-se cometer o equívoco de deixar situações importantes de fora da conversa e isso induzir a empresa ao erro na hora de escolher uma solução.

Um critério que você deve considerar é se o fornecedor oferece, de fato, tecnologias compatíveis e que se integrem. Pensar na sustentação da solução é essencial. Além disso, um ponto muito importante é avaliar o suporte ofertado pela empresa. É interessante buscar um parceiro que tenha um processo de Customer Success (Sucesso do Cliente) consolidado.

Se você quer colocar em prática a convergência de redes com a empresa que é referência no mercado, conheça a Leucotron. Há quase 40 anos, a empresa atua no segmento de telecomunicações e tecnologia da informação, em que é referência no desenvolvimento de projetos inovadores.

Para entender como podemos ajudar o seu negócio, entre em contato conosco e agende uma consultoria. Nossos especialistas têm a solução ideal para que você possa conquistar o alto desempenho da sua empresa!

Quer saber mais sobre atendimento ao cliente e interações digitais?

Receba os melhores conteúdos produzidos para você gratuitamente.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.